Estagiário pode se candidatar na CIPA?

Hoje, trataremos sobre a possibilidade de participação do estagiário na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA. Portanto, confira o texto!

O estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, visando à preparação do estudante para o mercado de trabalho.

O objetivo do estágio é transmitir conhecimentos práticos relacionados ao dia-a-dia de determinada profissão, contextualizando o que o aluno aprendeu em sala de aula.

A relação de estágio é regida pela Lei nº 11.788/2008 (Lei do Estágio) e deverá ser supervisionada pela instituição de ensino na qual o estagiário está matriculado.

O estágio visa o aprendizado e o aperfeiçoamento profissional, por seu caráter exclusivamente pedagógico, não gera vínculo empregatício.

Estagiário pode se candidatar na CIPA?

Conforme a Norma Regulamentadora nº 05 (NR-05), durante o processo de eleitoral da CIPA deve haver plena liberdade de candidatura para todos os empregados do estabelecimento, independentemente dos setores ou locais de trabalho.

Como o estagiário não é empregado da empresa, ou seja, não tem vínculo celetista com a empresa, consequentemente não pode se candidatar na eleição da CIPA.

Portanto, não faz sentido o estagiário representar uma categoria à qual não pertence.

Estagiário pode votar na eleição da CIPA?

Como vimos antes, o estagiário não possui vínculo empregatício. Portanto, não pode votar na eleição da CIPA.

De forma didática, somente quem tem o direito de se candidatar, tem o direito de votar na eleição da CIPA.

Estagiário conta no dimensionamento da CIPA?

O dimensionamento da CIPA é estabelecido pelo Quadro I da NR-05, que dispõe a quantidade de membros de acordo com o agrupamento dos setores econômicos pela Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE e o número de empregados do estabelecimento.

E como já mencionado, o estagiário não compõe o quadro de empregados, pois não possui vínculo de emprego regido pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

Portanto, o número de estagiários contratados pela empresa não deve ser levado em consideração no dimensionamento da CIPA.

Compartilhar o texto:

4 Comentários

    1. pode!
      pq a pessoa ainda esta no quadro de funcionários ativo… agora vai da vontade da pessoa, se ela vai querer sair do seu aposento de descanso, pra votar… rs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho e a utilização do site. Saiba mais