Qual a importância da CIPA?

Hoje, vamos tratar sobre a importância da CIPA nas empresas, ou seja, no ambiente de trabalho.

Primeiramente, é importante destacar que a sigla CIPA significa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, regulamentada pela Norma Regulamentadora nº 05 (NR-5).

A CIPA é constituída por estabelecimento e composta por representantes do empregador e dos empregados, que além de exercerem suas atividades laborais para as quais foram contratados, fazem parte da comissão.

É de suma importância que a CIPA seja atuante e organizada, pois a mesma tem como objetivo atuar na prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, tornando as condições de trabalho mais saudáveis e seguras.

Vale destacar, que é um dever de todos e não somente de uma comissão ou setor, o cumprimento e a promoção das medidas de prevenção em Segurança e Saúde do Trabalho (SST).

A importância da CIPA nas empresas

importância da cipa

A CIPA tem grande importância para as empresas, pois os trabalhadores que fazem parte dela são treinados para que possam verificar os ambientes e as condições de trabalho que possam trazer riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores, bem como possibilitar ações preventivas em segurança e saúde no trabalho.

Consequentemente, contribui para uma atividade laboral mais saudável e segura, bem como reduz o absenteísmo, as perdas de produtividade, as despesas médicas, etc.

Portanto, além de ser importante, é dever das empresas fornecerem aos membros da CIPA os meios necessários para o desempenho de suas atribuições, pois de nada adianta constituir uma CIPA, se a mesma é limitada ou impossibilitada de realizar suas ações.

De acordo com o subitem 5.3.1 da NR-5, a CIPA tem as seguintes atribuições:

a) acompanhar o processo de identificação de perigos e avaliação de riscos bem como a adoção de medidas de prevenção implementadas pela organização;
b) registrar a percepção dos riscos dos trabalhadores, em conformidade com o subitem 1.5.3.3 da NR-01, por meio do mapa de risco ou outra técnica ou ferramenta apropriada à sua escolha, sem ordem de preferência, com assessoria do Serviço Especializado em Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT, onde houver;
c) verificar os ambientes e as condições de trabalho visando identificar situações que possam trazer riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores;
d) elaborar e acompanhar plano de trabalho que possibilite a ação preventiva em segurança e saúde no trabalho;
e) participar no desenvolvimento e implementação de programas relacionados à segurança e saúde no trabalho;
f) acompanhar a análise dos acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, nos termos da NR-1 e propor, quando for o caso, medidas para a solução dos problemas identificados;
g) requisitar à organização as informações sobre questões relacionadas à segurança e saúde dos trabalhadores, incluindo as Comunicações de Acidente de Trabalho – CAT emitidas pela organização, resguardados o sigilo médico e as informações pessoais;
h) propor ao SESMT, quando houver, ou à organização, a análise das condições ou situações de trabalho nas quais considere haver risco grave e iminente à segurança e saúde dos trabalhadores e, se for o caso, a interrupção das atividades até a adoção das medidas corretivas e de controle; e
i) promover, anualmente, em conjunto com o SESMT, onde houver, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT, conforme programação definida pela CIPA.

» Leia também: Ser Cipeiro não é só ter estabilidade!

A importância da CIPA para os trabalhadores

Todo trabalhador deseja voltar do trabalho com segurança e saúde, para poder passar bons momentos com a família e amigos, tal como poder estudar, realizar suas atividades físicas, etc.

Portanto, ter um ambiente de trabalho seguro e saudável não faz diferença somente no trabalho, mas também na vida pessoal. Por isso, a importância da CIPA no ambiente de trabalho, promovendo qualidade de vida, segurança e saúde aos trabalhadores.

A importância da CIPA para a sociedade

Quanto menos acidentes de trabalho ocorrerem, menores serão as despesas das empresas e do governo em atendimentos médicos e hospitalares, o INSS também economizará, pois gastará menos em benefícios e reabilitações. Esses gastos sendo menores, sobram mais recursos para investir na saúde e na qualidade de vida da sociedade.

Após tratarmos da importância da CIPA nas empresas, é importante destacar que cada trabalhador deve realizar suas atividades laborais com bastante atenção, cumprindo e colaborando com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras (NR) e demais exigências legais de segurança e saúde no trabalho.

Compartilhar o texto:

1 Comentário

  1. Para empresas conciente a CIPA é de grande valor para a mesma pois ajuda na prevenção de ocorrências que prejudica não só ao trabalhador mais também ela própria .Mas há empresas onde a CIPA e vista com desconfiança pois muitos querem só aproveitarem a situação de Cipeiros para garantir o seu emprego. isto é uma mentalidade atrasada que prejudica o funcionamento da mesma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 4 =

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho e a utilização do site. Saiba mais