Como abrir uma Consultoria em Segurança do Trabalho

O texto de hoje traz dicas para quem pretende realizar o sonho de abrir o seu próprio negócio, montando uma empresa de consultoria em segurança do trabalho.

Tanto as empresas que obrigatoriamente devem manter os profissionais do SESMT em seu quadro de funcionários, como as desobrigadas de manter esses profissionais em seu quadro, de acordo aos Quadros I e II da norma regulamentadora nº 04, provavelmente necessitarão dos serviços de algum consultor em segurança do trabalho. Por exemplo: Na hora de elaborar um LTCATPPRA, PCMAT, etc.

Portanto, é aí que entram as empresas de consultoria em segurança do trabalho, contratadas para auxiliar as empresas a adequar-se às diversas normas de segurança e saúde do trabalho.

⇒ Leia também: O que é Consultoria em Segurança do Trabalho?

Quais serviços podem ser prestados pela Consultoria em Segurança do Trabalho?

As empresas de consultoria oferecem uma vasta gama de serviços, entre as principais destacaremos:

  • Elaboração do PPRA;
  • Elaboração do PCMSO;
  • Elaboração do LTCAT;
  • Elaboração da AET;
  • Elaboração de PPRPS;
  • Elaboração do Laudo de Insalubridade;
  • Implementação e Treinamento da CIPA;
  • Realização de auditorias;
  • Elaboração e Implementação da PROERGO;
  • Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais – LAIA;
  • Implementação de Procedimentos de Gestão Ambiental (PDCA, Brainstorming, etc);
  • Palestras e Treinamentos sobre os mais variados temas;
  • E muito mais.

Como planejar-se antes de abrir a empresa?

A maioria das empresas abertas no Brasil vai à falência antes de completar dois anos de atividades. Por isso, fazer um planejamento detalhado e realista é fundamental antes de lançar-se ao mercado.

A área de atuação do profissional de segurança do trabalho é muito ampla e quanto mais especializado, melhor o serviço oferecido. O primeiro passo antes de abrir sua empresa é definir sua área de atuação: faça uma pesquisa de mercado para descobrir quais são os segmentos mais fortes em sua região, os que mais empregam, o número de profissionais já atuantes.

Vai atuar em mais de uma área? Analise se você tem capacidade técnica para isso e, se for o caso, pense na possibilidade de fazer parcerias com outros profissionais do ramo.

Embora não seja obrigatório, é muito importante abrir um CNPJ. Hoje em dia a fiscalização é pesada sobre as empresas, por isso poucas contratam prestadores de serviço que não emitem nota fiscal. Além disso, uma empresa regularmente constituída transmite mais profissionalismo e confiança a seus clientes.

Como esses trâmites são extremamente burocráticos, é interessante ter a assessoria de um contador ao abrir sua empresa.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE disponibiliza em seu site um Guia Prático para o Registro de Empresas – Passo a Passo, para conferi-lo acesse: www.sebrae.com.br.

Quanto cobrar pela Consultoria em Segurança do Trabalho?

Não existe uma tabela padronizada para a cobrança das consultorias, portanto vale o bom senso na hora de estabelecer seus preços. Em primeiro lugar, não cobre muito acima dos valores de mercado para sua região, pelo menos no começo. Com o passar do tempo e a consolidação do nome da sua empresa, seus serviços naturalmente passarão a valer mais.

Descubra o valor da sua hora de trabalho: especifique quanto você quer ganhar por mês e divida esse valor pelo número de horas que pretende trabalhar. Some a essa conta os custos do seu negócio.

Ao fazer um orçamento, leve em consideração sua experiência no ramo, seu grau de conhecimento técnico, o porte da empresa para qual prestará o serviço, o número de funcionários e o número de dias de trabalho necessários para cumprir a tarefa.

Como divulgar meus serviços?

Marque presença em todos os eventos e workshops sobre segurança do trabalho que puder e mantenha contato com outros profissionais da área: parcerias muito interessantes podem surgir a partir dessas oportunidades.

Também é importante visitar clientes em potencial e investir em propaganda. Afinal, como diz um antigo ditado publicitário, quem não é visto, não é lembrado.

Gostou do texto? Então, não deixe de compartilhá-lo:

64 Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − um =