Como abrir uma Consultoria em Segurança do Trabalho

O texto de hoje traz dicas para quem pretende realizar o sonho de abrir o seu próprio negócio, montando uma empresa de consultoria em segurança do trabalho.

Tanto as empresas que obrigatoriamente devem manter os profissionais do SESMT em seu quadro de funcionários, como as desobrigadas de manter esses profissionais em seu quadro, de acordo aos Quadros I e II da norma regulamentadora nº 04, provavelmente necessitarão dos serviços de algum consultor em segurança do trabalho. Por exemplo: Na hora de elaborar um LTCATPPRA, PCMAT, etc.

Portanto, é aí que entram as empresas de consultoria em segurança do trabalho, contratadas para auxiliar as empresas a adequar-se às diversas normas de segurança e saúde do trabalho.

⇒ Leia também: O que é Consultoria em Segurança do Trabalho?

Quais serviços podem ser prestados pela Consultoria em Segurança do Trabalho?

As empresas de consultoria oferecem uma vasta gama de serviços, entre as principais destacaremos:

  • Elaboração do PPRA;
  • Elaboração do PCMSO;
  • Elaboração do LTCAT;
  • Elaboração da AET;
  • Elaboração de PPRPS;
  • Elaboração do Laudo de Insalubridade;
  • Implementação e Treinamento da CIPA;
  • Realização de auditorias;
  • Elaboração e Implementação da PROERGO;
  • Levantamento de Aspectos e Impactos Ambientais – LAIA;
  • Implementação de Procedimentos de Gestão Ambiental (PDCA, Brainstorming, etc);
  • Palestras e Treinamentos sobre os mais variados temas;
  • E muito mais.

Como planejar-se antes de abrir a empresa?

A maioria das empresas abertas no Brasil vai à falência antes de completar dois anos de atividades. Por isso, fazer um planejamento detalhado e realista é fundamental antes de lançar-se ao mercado.

Ebook GRO e PGR

A área de atuação do profissional de segurança do trabalho é muito ampla e quanto mais especializado, melhor o serviço oferecido. O primeiro passo antes de abrir sua empresa é definir sua área de atuação: faça uma pesquisa de mercado para descobrir quais são os segmentos mais fortes em sua região, os que mais empregam, o número de profissionais já atuantes.

Vai atuar em mais de uma área? Analise se você tem capacidade técnica para isso e, se for o caso, pense na possibilidade de fazer parcerias com outros profissionais do ramo.

Embora não seja obrigatório, é muito importante abrir um CNPJ. Hoje em dia a fiscalização é pesada sobre as empresas, por isso poucas contratam prestadores de serviço que não emitem nota fiscal. Além disso, uma empresa regularmente constituída transmite mais profissionalismo e confiança a seus clientes.

Como esses trâmites são extremamente burocráticos, é interessante ter a assessoria de um contador ao abrir sua empresa.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE disponibiliza em seu site um Guia Prático para o Registro de Empresas – Passo a Passo, para conferi-lo acesse: www.sebrae.com.br.

Quanto cobrar pela Consultoria em Segurança do Trabalho?

Não existe uma tabela padronizada para a cobrança das consultorias, portanto vale o bom senso na hora de estabelecer seus preços. Em primeiro lugar, não cobre muito acima dos valores de mercado para sua região, pelo menos no começo. Com o passar do tempo e a consolidação do nome da sua empresa, seus serviços naturalmente passarão a valer mais.

Descubra o valor da sua hora de trabalho: especifique quanto você quer ganhar por mês e divida esse valor pelo número de horas que pretende trabalhar. Some a essa conta os custos do seu negócio.

Ao fazer um orçamento, leve em consideração sua experiência no ramo, seu grau de conhecimento técnico, o porte da empresa para qual prestará o serviço, o número de funcionários e o número de dias de trabalho necessários para cumprir a tarefa.

Como divulgar meus serviços?

Marque presença em todos os eventos e workshops sobre segurança do trabalho que puder e mantenha contato com outros profissionais da área: parcerias muito interessantes podem surgir a partir dessas oportunidades.

Também é importante visitar clientes em potencial e investir em propaganda. Afinal, como diz um antigo ditado publicitário, quem não é visto, não é lembrado.

Compartilhar o texto:

64 Comentários

  1. Gostei, deixo apenas um pequeno comentário a respeito do MEI. O MEI não permite esses tipo de atividade, ou seja, não contempla as atividades de consultoria em SST.

      1. Igor, quais os ajustes eu poderia fazer para ser contemplado com o MEI? Não sei como habilitar, pois já estou com minha sala montada. Desde já agreço se vc puder me ajudar. Paulo Nunes

        1. Boa tarde Paulo, lhe aconselho a procurar o Sebrae da sua cidade, lá eles podem te ajudar nesta questão do ajuste do MEI para atividades relacionadas a consultoria. O MEI realmente não tem um CNAE que seja voltado à consultoria, mas existe o CNAE (8599-6/04 – INSTRUTOR (A) DE CURSOS GERENCIAIS INDEPENDENTES – TREINAMENTO EM DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL E GERENCIAL). Acredito que com essa mudança você possa esta atuando no mercado de trabalho!

      2. Bom dia, saberia me me informar por gentileza quais seriam esses ajustes, pois, quero me formalizar como MEI, e vi que no rol de atividades a função de TST não está contemplada. Poderia me auxiliar a fazer esse enquadramento?

      3. Boa tarde Igor, trabalho a 8 anos na área de segurança do trabalho em empresas de segmentos diferenciados, pretendo trabalhar com treinamentos e consultoria, se possível encaminhar os procedimentos para ajuste e enquadramento para MEI (treinamentos e consultoria de segurança do trabalho), pretendo me legalizar.

        Obrigado!

      4. Bom dia! Gostaria de ajuda para cadastro nomeia como TST! Alguém que tenha feito poderia me ajudar no enquadramento da profissão no mei! Sem que haja problemas!
        Desde já agradeço

    1. Carlos, boa noite, a respeito do MEI. O MEI não permite cadastrar esse ramo para SST, então qual caminho eu devo procurar para me formalizar, obrigado!

  2. tem como me mandar o material sitado acima! estou estudando e seria uma boa ajuda para mim, para quando for necessário fazer a elaboração todas as sitadas acima? muito obrigado

  3. Estou muito feliz , e informado com as orientações do Blog Segurança do Trabalho, recebi muitos esclarecimentos, e recomendo a todos os profissionais da area.

  4. – Tenho acompanhado o BLOG, parabéns.

    Sou estudante de Eng. de Seg. do Trabalho, é possível o envio do material com tema sobre: Como abrir uma consultoria de Segurança do Trabalho.

  5. Amigo acho fundamental comentar neste artigo a importância da experiência. Um dos requisitos para ser consultor, além da formação é a a experiência empírica, know-how e vivência que o profissional tem a oferecer a seu cliente. Como um tst ou engenheiro pode se prestar a fazer um ppra se ele nunca participou da implantação de um, nunca acompanhou um caso de adoecimento por falha nas medidas de controle,nunca acompanhou a rotina de campo para alinhar a necessidade do programa. Como pode ministrar um treinamento de CIPA sem nunca implantar um processo. Enfim a falta de experiência de profissionais que se prestam a fazer este tipo de serviço reflete na qualidade e falta de realidade pratica de nossos programas assim como na banaliza e “prostitui” essa atividade.

    1. Você. Quando se formou, aprendeu tudo isso. Todos precisam de um começo, de uma alavanca, de uma uma mola propulsora. Sou TST com 35 anos de estrada, 56 de vida.

    2. Perfeito comentário!
      Esse mercado já está, infelizmente , bastante prostituído, muito curso a distância formando TST que, quando pegam certificado na mão, já saem dando treinamentos sem ter visto um EPI se quer.
      Por este motivo estamos com um número de acidentes de trabalho muito elevado ainda.

    3. Uma possibilidade é abrir a empresa junto de outro profissional com a experiência prática, ou criar parcerias colaborativas… Saibam que o mundo é dinâmico, e acumulo de experiências podem tornar-se obsoletas, defasadas, e apenas servir pra alimentar a soberba e a vaidade do profissional “sênior “, os dinossauros.

  6. Gostei muito do blog. É que estou abrindo um firma de sst e gostaria de saber como me enquadrar para o MEI?
    Aguardo como uma certa urgência essa orientação, porque, já estou com a sala todo montada para começar o trabalho.
    Desde já agradeço a atenção.
    Paulo Nunes

  7. Creio que o profissional que pretende ser um consultor deve sim estudar muito. Buscar conhecimento conhecimento permanentemente. Se associar aos melhores profissionais da área para que possa oferecer sempre os melhores serviços para o seu cliente. Precisa oferecer serviços de excelente qualidade com um atendimento perfeito.

  8. Boa tarde, também gostaria de saber sobre o enquadramento no MEI. Como posso fazer esse enquadramento sendo uma consultoria em SSMA? Obrigado!

  9. Como disse o Victor Costa para abrir uma consultoria tem de ter experiencia, know-how e vivencia profissional, antes disso baixa a cabeça estudar bastante e trabalhar para os outros, caso contrario vai só queimar a cara, e ser sacaneado pelos técnicos de segurança que estão quase que sempre muito mais preparados que os Engenheiros de Segurança recém formados!
    Com relação ao MEI, não se enquadra, porém dá para se cadastrar em alguma categoria e assim conseguir emitir nota fiscal, só que não pode passar de 5 mil por mês ou 60 mil reais anual, e mesmo assim isso não é certo de se fazer pois o MEI não é para isso porém conheço técnicos que possuem MEI e emitem nota fiscal para a empresa que trabalha como terceirizados, bom existem muitas empresas que só contratam empresas que não são MEI já por questões de responsabilidade caso de merda, e por ser MEI não tem como responder com a disponibilização de bens e patrimônios, bom é bem complexo para explicar, mas é mais ou menos isso, questões jurídicas e a questão de MEI não ser para a modalidade de Segurança do Trabalho,\e nem Engenheiros de Segurança

    1. Isso mesmo, MEI para consultoria não dá, precisa ter um responsável técnico legalmente habilitado na junta comercial, se tiver na Razão social “medicina” ou “saúde” a junta comercial vai pedir um médico para assinar como responsável técnico (cada médico não pode assinar mais do que 3 cnpj como diretor técnico), se tiver “engenharia” a mesma coisa, o máximo que vão conseguir é fazer uma empresa tipo “Zé Treinamentos” (genérico, não especializado) com limite de 5000 de faturamento, ou tentar enquadrar com um cnae genérico (tipo: outras atividades blá blá blá), mas aí já estará fazendo “ajustes” com moral duvidosa. Caso a consultoria tiver “Engenharia e Medicina” na razão social vai precisar ter dois diretores técnicos (um médico e um engenheiro) e pagar o conselho de classe de ambos (CRM e CREA). Caso vcs sejam TST vejam no Crea quais suas atribuições/habilitações profissionais (vai ter que se filiar no crea como TST, tanto CPF como CNPJ – isso mesmo ambos) e tente encontrar um cnae que coincida para que o TST filiado ao crea possa assinar como diretor técnico na junta comercial. Seja como for façam a coisa certa e não façam rolos. Ainda quanto ao Crea a maioria dos clientes já pedem a ART (anotação de responsabilidade técnica) para os instrutores. Lembrando que o Ministério Público do Trabalho está na cola das consultorias tabajara no Brasil inteiro e empresas de treinamentos de segurança EAD. Não existe dinheiro fácil, se for entrar no ramo da consultoria estudem muito, além do conhecimento técnico é interessante conhecer as responsabilidades jurídicas do consultor (a maioria das consultorias de médio porte já tem internamente um departamento jurídico) e não confiem cegamente no cliente, na primeira oportunidade o cliente vai tentar empurrar suas responsabilidades (ônus com multas, acidentes…) para a consultoria sem dó nem piedade. Boa sorte.

      1. so temos um problema o CREA não aceita TST assinando PPRA, na norma ala NR- 09
        “9.3.1.1 A elaboração, implementação, acompanhamento e avaliação do PPRA poderão ser feitas pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT ou por pessoa ou equipe de pessoas que, a critério do empregador, sejam capazes de desenvolver o disposto nhnhnesta NR.

        Tenho experiencia de15 anos em empesas hoje trabalho por conta 5 anos, aconselho aos TST, nao se afiliem no CREA

    2. Tu blefou… A resposta é bem simples, o MEI é para autonomos atuantes em oficios de baixa responsabilidade tecnica, portanto, não contempla oficios que possuam conselho de classe (medico, advogado, dentista, corretor de imoveis, corretor de seguros, agentes financeiros, etc), porem, se tais profissionais desejarem atuar somente na parte operacional, se se responsabilisar tecnicamente, sendo um ajudante, então poderá ser MEI.

  10. O TST PODERIA SE ENQUADRAR CADASTRANDO COM “INSTRUTOR DE CURSOS GERENCIAIS”? SERIA CURSOS PARA DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL, DAÍ ENTRARIA AS OUTRAS ATIVIDADES, SERÁ QUE É POSSÍVEL?

  11. Bom dia Igor!
    Por gentileza você pode me enviar o material de como me enquadrar no MEI para que possa ministrar treinamentos em segurança do trabalho, desde já muito obrigado.

  12. Boa tarde

    Gostaria de saber porque optou por listar entre os serviços a realização de LAIA ao o invés de LPR ou LPP? Sei que buscou dizer que neste segmento pode haver uma pluralidade de serviços, mas penso que LAIA ficaria melhor enquadrado se o serviço de consultoria não for restrito a “Segurança do Trabalho” conforme indica o texto, quem sabe se for SMS para ficar mais acomodado e abrangente.

    Minha opinião sem prejuízo aos que de mim divergem. Bom texto e mesmo sem prejuízo de minhas considerações as recomendações servem para ambas.
    Obrigado.
    Julio César de Oliveira
    Curitiba – Paraná

  13. Olá amigos de profissão, também estarei nessa batalha de abrir uma empresa de consultoria em minha cidade, a qual ainda não tem, poderiam me ajudar com esse passo a passo de iniciar como um MEI ? Desde já agradeço (raulfaf@gmail.com)

  14. Boa noite a todos prevencionista, também quero , montar minha empresa de SST, como faço para me enquadrar como MEI, alguém já conseguiu, ou seja é MEI, quem poder me ajudar, segue meu email: gildomartinsseg@gmail.com,
    Desde já agradeço, # juntos somos mais fortes ?

  15. Ola sou TS em uma grande Empresa e estou prestes a me aposentar, pretendo trabalhar com consultoria e treinamentos, gostaria de receber orientações sobre qual a melhor estrategia para criar um CNPJ.

  16. penas lembrando que a Elaboração do PCMSO é pertinente à Medicina do Trabalho. Portanto; para elaboração deste , a empresa não pode ser apenas de Segurança do Trabalho, mas de Medicina do Trabalho, também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =