O que é EPI Conjugado?

O Equipamento de Proteção Individual – EPI é um direito do trabalhador e uma obrigação do empregador.

Conforme o item 6.1 da Norma Regulamentadora nº 06 (NR-06), o Equipamento de Proteção Individual – EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção dos riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

O empregador deve fornecer, gratuitamente, aos empregados o EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento. Enquanto, os empregados devem utilizar o EPI, se responsabilizando pela guarda e conservação do mesmo.

Equipamento Conjugado de Proteção Individual

Conforme o subitem 6.1.1 da NR-06, o Equipamento Conjugado de Proteção Individual é todo aquele composto por vários dispositivos, que o fabricante tenha associado contra um ou mais riscos que possam ocorrer simultaneamente e que sejam suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

Por exemplo: um capacete que serve para proteção da cabeça e junto um protetor auditivo tipo concha.

Há diversos tipos de EPIs, cada um indicado a um tipo de atividade, conforme os riscos a que o trabalhador esteja exposto e a parte do corpo a ser protegida.

Os EPIs se dividem em:

  • Proteção para cabeça;
  • Proteção para olhos e face;
  • Proteção auditiva;
  • Proteção respiratória;
  • Proteção do tronco;
  • Proteção dos membros superiores;
  • Proteção dos membros inferiores;
  • Proteção do corpo inteiro;
  • Proteção contra quedas de diferentes níveis.

⇒ Leia também: Empresa não fornece EPI e EPC – O que o empregado pode fazer?

Definição do tipo de EPI a ser usado

Geralmente, a definição dos EPIs se baseia em três ações:

  • Ação técnica: Determinação do EPI adequado.
  • Ação educacional: treinamento para utilização correta do EPI.
  • Ação psicológica: conscientização sobre a importância do uso do EPI.

Algumas atividades demandam mais de um equipamento de segurança individual, por isso surgiu o equipamento de proteção individual conjugado. Os EPIs conjugados são aqueles que integram mais de um equipamento com a finalidade de proteger diferentes partes do corpo.

Exemplos de EPI Conjugado

Confira alguns tipos de EPI conjugados disponíveis no mercado:

  • Capacete com máscara de solda;
  • Capacete com protetor facial;
  • Capacete com protetor auricular tipo concha;
  • Capacete com óculos;
  • Capacete com protetor facial;
  • Capacete com protetor facial e protetor auricular;
  • Capacete com respirador;
  • Máscara com respirador;
  • Óculos com protetor facial;
  • Capacete com viseira;
  • Cinturão de segurança com talabarte;
  • Cinturão de segurança com dispositivo trava-queda.

Manutenção do EPI Conjugado

Assim como qualquer EPI, o conjugado merece cuidado e manutenção para que não tenha sua durabilidade comprometida. No caso do capacete com protetor auricular tipo concha, por exemplo, evite molhar para que não danifique a espuma do protetor.

Não deixe ou guarde seu EPI junto com ferramentas. Pode sujar e danificar. Não empreste seu equipamento a outros colegas de trabalho. Como o próprio nome diz, é um equipamento individual, pertence somente a você.

Evite bater ou derrubar seu EPI conjugado para que não danifique. Mantenha-o sempre limpo e bem guardado. Ao identificar qualquer não conformidade ou problema no EPI, comunique imediatamente ao SESMT para a substituição do mesmo.

A utilização do equipamento de proteção individual é obrigatória. Mais do que lei é a sua saúde e segurança que está em jogo. Cuide de sua vida, ela vale mais do que tudo. Use EPI!

Compartilhar o texto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezenove =