PPRA e LTCAT – Qual a Diferença?


Entenda de uma vez por todas a diferença entre PPRA e LTCAT.

Muita gente faz confusão entre o PPRA e o LTCAT. E não é à toa: a legislação que regulamenta os documentos e nomenclaturas referentes à saúde e segurança do trabalho mudou bastante de alguns anos para cá. O texto de hoje visa esclarecer as diferenças entre os dois documentos e quais são as finalidades de cada um.

O que é PPRA?

PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) é um programa que visa a proteção da saúde e da integridade física do trabalhador através da antecipação, reconhecimento, avaliação e controle dos riscos ambientais.

Em posse de informações acerca do ambiente de trabalho, o responsável pelo PPRA deve elaborar o programa com as recomendações e procedimentos necessários, estabelecendo as prioridades e metas, o cronograma para o seu cumprimento e as medidas que serão tomadas para controle e avaliação dos resultados.

Quais empresas devem elaborar PPRA?

Segundo o item 9.1.1 da NR-09, é obrigatório para todas as empresas que admitam trabalhadores como empregados. Cada estabelecimento ou filial da empresa deve elaborar seu próprio PPRA.

⇒ Leia também: PPRA e PCMSO – Qual a Diferença?

O que é LTCAT?

LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho) é um laudo que visa documentar os agentes nocivos à saúde ou à integridade física dos trabalhadores de determinado estabelecimento. Sua finalidade é avaliar se as atividades realizadas pelos trabalhadores podem gerar direito a aposentadoria especial no futuro.

O laudo deve ser elaborado de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo art. 247 da instrução normativa INSS/PRES nº 45, de 06 de agosto de 2010, e integrado ao PPRA, para evitar divergências de conteúdo que possam levar a ações trabalhistas ou tributárias.

O LTCAT não é utilizado para orientar ações preventivas, nem para justificar o pagamento (ou não pagamento) do adicional de insalubridade – função esta atribuída a outro documento, o Laudo Técnico de Insalubridade.

Quais empresas devem elaborar LTCAT?

Todas as empresas em que houver possibilidade de exposição dos trabalhadores a agentes nocivos capazes de gerar direito a aposentadoria especial devem elaborar LTCAT e mantê-lo arquivado.

Qual a diferença entre PPRA e LTCAT?

Enquanto o PPRA é um documento que contém o planejamento das ações da empresa para melhorar o ambiente de trabalho, com metas e prioridades definidas, o LTCAT é um laudo que visa apenas documentar a exposição aos agentes nocivos. É como se o PPRA fosse um “mapa” a ser seguido e o LTCAT uma “fotografia” do panorama atual.

Inclusive a matéria tratada em cada um desses instrumentos é diversa: enquanto o PPRA é disciplinado pela NR-09 (uma norma trabalhista), o LTCAT é assunto da legislação previdenciária (instruções normativas do INSS).

Outra diferença importante é em relação ao responsável pela elaboração: enquanto o PPRA pode ser elaborado por qualquer pessoa indicada pelo empregador, o LTCAT deve necessariamente ser confeccionado por Médico do Trabalho ou Engenheiro de Segurança do Trabalho.

Por fim, o PPRA e LTCAT devem ser atualizados pelo menos uma vez ao ano. Vale ressaltar que em caso de mudanças no ambiente ou nas condições de trabalho ou na introdução de novos cargos e funções, ambos os documentos devem ser refeitos.


Veja também

Comentários

  1. doglas paulino medeiros

    muito bacana, mais na construção civil tem vários setores então tenho que fazer por exemplo na área da betoneira e carpintaria ?

    Responder
  2. Gabriel

    Mais uma BURROCRACIA JUMENTAL inútil que nao acrescenta nada alem de mais papelada e perda de tempo para os empregadores..

    Responder

Comentário