DDS Percepção de Risco

Em diversas situações ouvimos sobre risco e somos alertados (e alertamos) sobre evitar situações arriscadas. Afinal, o que é risco? É a avaliação do perigo, associada à probabilidade de ocorrência de um evento adverso e a gravidade das suas consequências. Durante toda nossa vida somos expostos a riscos em diversas situações.

Quando crianças são inúmeros os acidentes sofridos, devido à ausência da percepção de risco: é um dedo na tomada, uma queda de uma árvore, uma ingestão acidental de um produto de limpeza, e tantos outros. À medida que crescemos, diminui a ocorrência desses acidentes porque desenvolvemos a percepção de risco. E o que vem a ser isso?

O que é percepção de risco?

A percepção de risco é a capacidade de identificar os riscos existentes no ambiente e agir para evitar a ocorrência de acidentes. É, por exemplo, identificar o risco de dirigir alcoolizado, sem cinto de segurança, em alta velocidade. São situações cujos fatores podem desencadear um acidente.

No ambiente de trabalho é fundamental essa percepção, visto que há a exposição a diversos riscos, nomeadamente os físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes.

Como desenvolver a percepção de risco?

É possível desenvolver a percepção de risco, bem como o conceito de segurança comportamental, a partir de:

A percepção de risco na segurança do trabalho baseia-se em identificar os fatores que podem ocasionar acidentes ou doenças no ambiente organizacional, e agir de maneira preventiva e consciente.

» Leia também: DDS Reflexão no Trabalho.

Fatores que influenciam na percepção de risco

A percepção de risco está diretamente relacionada às informações sobre a situação. Hoje dispomos de tempo e ferramentas adequadas para obtermos tais informações. No entanto, em diversas ocasiões deixamos de analisar os riscos e assumimos o modo reativo, dispensando o pensamento cognitivo.

São diversos fatores que nos fazem agir assim e prejudicam a percepção de risco:

  • Agir por impulso para resolver uma situação rapidamente;
  • Considerar os riscos que resultaram em acidentes recentes e negligenciar os demais;
  • Ter a sensação de controle (por exemplo: acreditamos que é mais seguro viajar de carro do que viajar de avião, porque no avião não temos controle da situação);
  • Experiência e familiaridade;
  • Excesso de confiança;
  • Ausência de treinamento e capacitação.

Qual a importância da percepção de risco?

A percepção de risco é essencial tanto no ambiente de trabalho como na vida. É por meio dela que se evita acidentes, estabelece um trabalho seguro, organizado e produtivo. Pode-se dizer que a percepção de risco é imprescindível em qualquer situação.

Muitas mortes teriam sido evitadas se houvesse uma reflexão por alguns instantes sobre a situação e os riscos envolvidos. Você, trabalhador, conheça seu ambiente de trabalho, as tarefas desenvolvidas, os riscos existentes, e aja de maneira segura.

Lembre-se sempre que o trabalho seguro é responsabilidade de todos!

Compartilhar o texto:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove + 14 =

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho e a utilização do site. Saiba mais