O que é Psicologia Organizacional?

A psicologia é uma das ciências mais abrangentes, ela se faz presente em todos os âmbitos de alguma maneira, uma vez que seja relacionada ao ser humano, onde este estiver, a psicologia terá sentido de existir.

Uma organização é o conjunto de elementos que constituem uma empresa, estes elementos incluem o espaço físico, o nome da empresa, os recursos financeiros, a cultura da empresa, os materiais, obra-prima e por fim, os recursos humanos. Sem estes últimos, a organização simplesmente não existe.

A partir disso já é possível delinear do que se trata a psicologia organizacional, mas será explanada ao longo do texto, portanto, não deixe de acompanhar.

Conceito da Psicologia Organizacional

A psicologia organizacional consiste em uma área de atuação da psicologia, isto é, o âmbito corporativo e do trabalho. Assim, esta área de atuação se fundamenta no comportamento humano tendo como cenário as organizações, o saber psicológico é aplicado neste segmento para compreender tal comportamento, avaliando e modificando-o com a finalidade de promover maior qualidade de vida no trabalho.

A atuação da psicologia no segmento organizacional envolve vários tópicos, alguns estão exemplificados logo abaixo:

  • Pesquisa científica;
  • Recrutamento e seleção;
  • Pesquisa de clima;
  • Segurança do trabalho;
  • Treinamento e desenvolvimento;
  • Gestão de pessoas por competência;
  • Intervenção nos relacionamentos organizacionais;
  • Programa de qualidade de vida no trabalho;
  • Descrição de cargos;
  • Entrevista de desligamento.

Objetivo da Psicologia Organizacional

É de suma preocupação da psicologia como um todo preservar e recuperar a saúde mental e holística do homem, o objetivo da psicologia organizacional se baseia nessa premissa também, buscando garantir o bem-estar do homem no trabalho.

Muitas ações do psicólogo organizacional podem parecer, à primeira vista, que são voltadas para os benefícios financeiros da empresa, no entanto, toda ação do psicólogo tem como fundo a premissa de priorizar o bem-estar do ser humano.

Como surgiu a Psicologia Organizacional

Inicialmente, a psicologia neste âmbito era denominada Psicologia Industrial, pois surgiu justamente no contexto das indústrias, logo após a Revolução Industrial, isto é, quando as formas de trabalho sofreram várias mudanças.

A psicologia industrial se difere muito da atual psicologia organizacional, pois a primeira era voltada para o recrutamento e seleção, no entanto, esta área passou por evoluções científicas, mudando o foco para a saúde e bem-estar humano.

O que estuda a Psicologia Organizacional?

De forma generalizada, pode-se dizer que o objeto de estudo da psicologia organizacional é a relação entre o homem e a empresa, porém de forma mais específica, podemos listar alguns focos da pesquisa científica da área em questão:

  • Comportamento organizacional;
  • Doenças ocupacionais;
  • Transtornos psicológicos relacionados ao trabalho;
  • Comunicação no ambiente do trabalho;
  • Motivos do aumento do índice de rotatividade e absenteísmo.

É importante destacar que o objeto de estudo é diferente das ações da psicologia nas organizações, pois a atuação é a aplicação dos resultados dos estudos e a própria pesquisa é uma atuação do psicólogo organizacional.

A importância da psicologia organizacional na segurança do trabalho

Vimos que uma das aplicações da psicologia organizacional é na segurança do trabalho, que consiste na proteção do colaborador no seu ambiente de trabalho, basicamente em relação a acidentes e doenças ocupacionais.

Considera-se importante a psicologia na garantia da segurança do trabalho, pois esta ciência é capaz de compreender os motivos que contribuem com a ocorrência dos acidentes e doenças e a partir disso, é possível trabalhar na prevenção.

Além disso, a psicologia é relevante no que tange a conscientização da importância da saúde e da vida humana, promovendo medidas de respeito ao trabalhador. Afinal, a proteção física da engenharia e medicina do trabalho são formas de demonstrar ao trabalhador seu valor e com isso, proporcioná-lo maior bem-estar mental e físico.

Por fim, a psicologia organizacional tem sido cada vez mais valorizada pelas empresas, pois tem sido percebida a importância da interdisciplinaridade na melhoria das condições de trabalho, ou seja, é preciso que haja diálogo entre engenheiros, médicos, psicólogos, administradores e profissionais do direito.

Veja também

Comentário

CAPTCHA