O papel do RH na Segurança do Trabalho

Primeiramente, o papel do RH na segurança do trabalho deverá ser de parceria mútua, pois a segurança do trabalho é responsabilidade de todos.

O capital humano é o que realmente constrói uma organização, isto quer dizer que sem as habilidades, atitudes e conhecimentos dos funcionários, a empresa simplesmente não existe. Há um ser humano por trás de todo maquinário, sistemas operacionais, produtos e serviços.

Por este motivo, existe um setor dentro da empresa especializado no capital humano, com tal departamento torna-se possível uma administração deste capital, conhecemos este departamento como RH (Recursos Humanos).

Muitas pessoas associam o RH apenas como o departamento de contratação de pessoal, no entanto há diversas outras funções muito importantes que o RH desempenha. Continue a leitura para saber mais sobre o RH e qual é o papel do RH na segurança do trabalho.

O que é Recursos Humanos?

Como já fora brevemente explicado, o RH consiste tanto em uma área de conhecimento como um departamento organizacional que tem como objetivo geral proporcionar organização e qualidade de vida no trabalho, consequentemente contribuirá para a saúde e segurança dos colaboradores, bem como o de melhorar o desempenho da organização no que tange a produtividade, o sucesso e a visibilidade da empresa.

Uma vez que se trata de capital humano, o RH deve trabalhar em associação com os outros setores, não só porque há seres humanos em cada setor, mas porque cada setor possui responsabilidades e competências que devem ser geridas pelo RH, assim a empresa e os colaboradores podem desfrutar de um ambiente de trabalho adequado e de relações promissoras, isto se deve ao papel do RH na segurança do trabalho, na qualidade de vida, na retenção de talentos, no alcance dos objetivos e das missões da empresa.

Funções do RH

A função geral do setor de Recursos Humanos é administrar pessoas, com os seguintes objetivos específicos: agregar, aplicar, recompensar, manter, desenvolver e monitorar pessoas e isto envolve vários aspectos, veja abaixo:

  • Análise e descrição de cargo: proporciona o homem certo para o cargo certo;
  • Recrutamento e Seleção: atração e aplicação de pessoas, considerando e analisando as habilidades e conhecimentos dos candidatos, buscando a retenção de talentos;
  • Desenvolvimento de pessoas: proporcionar mudança nas atitudes e aquisição de novas habilidades e conhecimentos;
  • Recompensas: administrar o salário, benefícios e demais recompensas;
  • Liderança: atração, aplicação e formação de líderes capacitados que proporcionem melhorias na motivação, segurança, comunicação e satisfação dos colaboradores;
  • Monitoração de RH: observância e intervenção na cultura, no clima organizacional e na estrutura da empresa;
  • Promoção de higiene, qualidade de vida e segurança no trabalho: o papel do RH, juntamente com o SESMT, deverá ser através de ações e estratégias possibilitar a promoção à segurança, higiene e qualidade de vida no trabalho;
  • Desligamento: entrevistas de desligamento como uma fonte de pesquisa sobre os motivos possibilitam mudanças, quando necessário;
  • Gestão de carreira: o RH também deve considerar os planos de carreira e gerenciá-los, bem como participar do encerramento de carreira, inclusive a preparação para aposentadoria.

⇒ Leia também: A importância da Gestão de Pessoas na Segurança do Trabalho.

O Papel do RH na Segurança do Trabalho

A segurança do trabalho permeia as diversas ações do RH, sem a garantia de segurança vários aspectos organizacionais sofrem prejuízos, como a dificuldade em reter talentos, gastos exacerbados com desligamento, afastamentos, recuperação e reabilitação, queda da produtividade, distanciamento dos objetivos e missões da empresa, falta de reconhecimento da imagem da empresa, etc.

As ações do RH, mesmo que indiretamente, promovem a segurança do trabalho. Veja, portanto, quais aspectos envolvem o papel do RH na segurança do trabalho:

  • Recrutamento e seleção: é uma ação do RH que tem como objetivo principal atrair e aplicar mão de obra qualificada, mas indiretamente ao fazer um excelente processo de seleção, a empresa ganha pessoas com talentos valorizados e estes valores envolvem a prudência, a responsabilidade, a atenção, enfim, valores que evitam acidentes e doenças ocupacionais;
  • Liderança: ao desenvolver e reter líderes, a comunicação, o reconhecimento e as relações interpessoais se tornam muito mais saudáveis, proporcionando um maior bem-estar e menos riscos à saúde dos trabalhadores, o que contribuirá com a prevenção dos acidentes de trabalho, uma maior qualidade de vida no trabalho, a satisfação dos funcionários, entre outras vantagens;
  • Segurança do Trabalho: o RH deve cumprir e fazer cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho. Além disso, deve colaborar com a implementação e o cumprimento dos programas, das comissões e demais disposições relacionadas à segurança e saúde do trabalho;
  • EPI (Equipamento de Proteção Individual): Quando necessário, é comum haver uma certa resistência do pessoal do RH a respeito do uso dos equipamentos de proteção individuais. No entanto, conforme estabelece a norma regulamentadora nº 06, cabe ao empregado cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado do EPI, tal como utilizá-los apenas para a finalidade a que se destina;
  • Ergonomia: o RH, juntamente com o SESMT, age diretamente na segurança e higiene do trabalho através de pesquisas do ambiente que podem ser feitas com a consultoria de uma equipe profissional ou pelo próprio RH e SESMT, que com isso verifica-se a percepção dos colaboradores e as necessidades em relação a vários aspectos, inclusive a condição física de trabalho e através disso, torna-se possível intervir com ações de ergonomia, tornando o ambiente mais seguro e confortável;
  • Descrição e análise de cargos: esta função é direcionada para encaixar o capital humano adequado em cada cargo, porém de forma indireta, auxilia na segurança do trabalho, pois com esta função é possível levantar os riscos e perigos de cada cargo e assim promover ações distintas que atendam às necessidades de cada cargo;
  • Desenvolvimento: Proporcionar a realização de treinamentos, palestras e orientações para melhorar o conhecimento, as atitudes e habilidades dos colaboradores e consequentemente, quanto maior o conhecimento sobre máquina, materiais, substâncias e acerca da execução adequada das atividades, menos risco de acidentes e lesões.

Pode-se afirmar que o papel do RH na segurança do trabalho não está configurado em apenas um nicho de ação específico, mas que o RH deve inserir a busca pela prevenção contra acidentes e pela promoção da saúde em todas as suas ações, mesmo que indiretamente.

Veja também

Comentário