Protetor Auricular


Ao longo dos dias nos deparamos com diversos tipos de sons, agradáveis ou não, o canto dos pássaros, a voz da pessoa amada, uma boa música.

Em contra partida, há diversos tipos de sons desagradáveis, ao qual denominamos de ruído, o barulho do trânsito, muitas pessoas falando ao mesmo tempo, enfim, algo incômodo.

Na esfera da segurança no trabalho tal situação é tão relevante que é caracterizado como um risco ocupacional e possuí até um limite de tolerância de exposição. De acordo com o anexo número 1 – Limites de Tolerância para Ruído Contínuo ou Intermitente da Norma Regulamentadora nº 15 (NR 15) – Atividades e Operações Insalubres.

De fato, é difícil viver livre dos ruídos, principalmente recorrente há algumas atividades laborais, portanto é necessário adotar medidas preventivas como a adoção de equipamento de proteção coletiva (EPC), caso o mesmo não seja eficaz, eficiente ou insuficiente, parte-se para a adoção do (EPI), de acordo com a NR-06, com o objetivo de proteger, preservar e promover a saúde do trabalhador.

Nesse caso o EPI adequado é o protetor auricular, e para cada tipo de atividade há o protetor auricular específico para seu nível de ruído e atenuar os impactos causados no funcionário, evitando uma doença ocupacional ou danos futuros parciais ou até irreversíveis.

Há no mercado vários modelos de protetores auriculares, formatos, tamanhos e fabricantes, os mais comuns são eles:

  • Tipo espuma;
  • Tipo silicone;
  • Tipo tampão;
  • Tipo concha;

Protetor auricular tipo espuma: é um modelo de protetor por inserção moldável, fabricado em espuma, no formato de cone, com base plana e esfera arredondada, de maneira a promover maior conforto ao usuário. É disponível em tamanho único, sendo que a característica de ser moldável o faz ser facilmente adaptável à maioria dos canais auditivos. Importante, seu uso é descartável e é sugerido para inspeções avulsas ou visitantes.

Tipo silicone – plug: a sua durabilidade é maior, confeccionado em cem por cento de silicone, totalmente lavável, longa vida útil e higiênico, disponível em várias cores, formatos, e até plugs de cores distintas para utilizar sempre no mesmo duto auditivo, não misturando o esquerdo e direito para evitar infecções.

Tipo tampão: é formado por uma haste incorporado a um tampão auricular, onde a haste inclui uma parte de acoplamento configurada para receber e atenuar o ruído.

Tipo concha: composto por duas conchas de material plástico, bordas almofadadas em espuma com revestimento de PVC, que proporcionam conforto ao funcionário e arco tensor de grande resistência.

⇒ Leia também: Bota de Segurança.

O uso do protetor auricular é para prevenir uma doença ocupacional a curto, médio e longo prazo, chamado de PAIR – Perda Auditiva Induzida pelo Ruído que provoca a redução ou perda temporária ou permanente (irreversível) da audição.

Porém, a prevenção não se limita a usar o protetor auricular e sim, como usá-lo. É importante a utilização e higienização corretas, pois, a má utilização pode provocar problemas maiores à saúde.

A correta utilização garante a integridade do equipamento e a eficácia que o mesmo oferece, ou seja, a atenuação de acordo com a orientação do fabricante e os limites de tolerância.

Sua higienização garante a promoção da saúde física do colaborador. É necessário ter conhecimento por meio do devido treinamento que deve ser executado quando é oferecido o EPI ao funcionário.

Portanto, o uso e higienização são de extrema importância, porém o descarte correto também deve ser levado em consideração por ser um resíduo contaminado com agentes biológico.

Seguindo as instruções e a norma é garantia de preservação da saúde, evitando infecções indesejadas e doenças ocupacionais. Bom uso e promoção da saúde!


Veja também

Uma ideia sobre “Protetor Auricular

  1. Paulo Marcos Costa

    Bom dia, gostaria se possível que voces falassem dos programas de proteçao auditiva,
    como implantá-los e qual custo dos mesmos.
    desde já agradeço a atenção,
    Paulo Marcos Costa

    Responder

Comentário