Recarga de Extintores – Como Escolher a Empresa Certa


Saiba como realizar a manutenção periódica dos extintores de incêndio.

De acordo com a NR-23, todos os empregadores devem adotar medidas de prevenção de incêndios, o que inclui a instalação de extintores de incêndio nas dependências da empresa.

Para quem não está familiarizado com o tema, o custo da instalação e manutenção pode se tornar uma bela dor de cabeça. Por isso, preparamos este guia simples de como escolher a empresa certa para manter as recargas sempre em dia.

Dimensionamento de Extintores

Em primeiro lugar, é preciso saber quantos extintores são necessários para o estabelecimento. Jamais faça o dimensionamento por conta própria: o número e o tipo de extintores que devem ser instalados deve constar no Projeto de Prevenção e Combate a Incêndios.

Caso a empresa não tenha o projeto, deverá contratar um Engenheiro para a sua elaboração e submetê-lo à aprovação do Corpo de Bombeiros.

⇒ Leia também: O que é AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros?

Como escolher a empresa certa

O primeiro passo é verificar se as empresas que oferecem o serviço são certificadas pelo Inmetro, a consulta pode ser realizada pelo site: www.inmetro.gov.br. A garantia de que a empresa está em regularidade com as normas do Inmetro é o selo do Instituto, que é trocado a cada manutenção e contém a data da próxima manutenção. Para o estado de São Paulo, exige-se ainda o cadastro junto à Cetesb.

Feito esse primeiro filtro, faça uma cotação. Desconfie dos orçamentos que ficarem muito abaixo da média: segurança não tem preço, e valores muito baixos podem ser um indício de fraude ou de equipamentos de má qualidade.

⇒ Leia também: Tipos de Extintores e suas Aplicações.

Tipos de orçamento

As empresas de manutenção costumam trabalhar com dois tipos de orçamento:

  • Orçamento aberto: mais barato do que o fechado, cobre apenas as recargas, ficando o custo das peças que precisarem ser trocadas a cargo da empresa. É vantagem se os equipamentos estiverem em bom estado.
  • Orçamento fechado: cobre eventual troca de peças. Pode custar até 40% a mais do que o aberto.
Procedimento para a manutenção dos extintores

Alguns extintores precisam ficar na empresa durante o processo de manutenção. Há empresas que emprestam extintores reserva durante esse período, normalmente com um custo adicional. Outras retiram metade dos equipamentos, fazem a manutenção e só ao devolvê-los retiram a outra metade. É interessante discutir isso ainda na fase de orçamento, para evitar um aumento inesperado de custo depois.

Para evitar uma eventual troca de extintores pela empresa, recomenda-se anotar os números dos extintores que estão sendo retirados. Outra opção válida é fazer uma marcação na pintura do equipamento com uma tinta de cor diferente. Na hora da devolução, verifique também se todos os lacres estão intactos.

Por fim, deve-se inspecionar cada extintor pelo menos duas vezes por semana, para verificar se algum foi usado, descarregou ou perdeu a pressão. Caso isso aconteça, encaminhe o equipamento para recarga novamente.

Gostou do texto sobre como escolher a empresa certa para realizar a recarga de extintores? Então, acompanhe o Blog Segurança do Trabalho pelas redes sociais: TwitterFacebook e Google plus.


Veja também

Comentários

  1. Marcelo F Sandalhel

    Assunto de grande importância que ainda causa grandes duvidas. Matéria importante e objetiva.

    Responder
  2. Vitor de Paula Arruda de Oliveira

    Existe alguma norma que define a obrigatoriedade de deixar 50% de cobertura durante a manutençao?

    Responder

Comentário