Depressão no Ambiente de Trabalho

Pode não parecer, mais o ambiente de trabalho guarda diversos aspectos que podem afetar a saúde física e emocional do funcionário. A segurança e saúde do trabalho é a área que se importa em preservar a integridade física e emocional dos colaboradores através de ações que previnem os acidentes e as doenças relacionadas ao trabalho.

A depressão no ambiente de trabalho é um dos distúrbios psicológicos mais comuns que causa afastamentos e incapacidade laboral, é um assunto sério que merece atenção.

O que é depressão no ambiente de trabalho?

Depressão é um disfuncionamento psicológico de diversos níveis, caracterizado basicamente por uma condição apática. Assim como outras doenças e psicopatologias, a depressão também constitui uma lista de doenças relacionadas ao trabalho. A depressão no ambiente de trabalho. É, portanto, entendida como o distúrbio psicológico que tem sua etiologia relacionada aos aspectos do trabalho.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até o ano de 2020 a depressão será o principal motivo de afastamento do trabalho, diante disso, a sociedade e as organizações devem procurar medidas preventivas.

Causas da depressão no ambiente de trabalho

O trabalho pode ser um fator de desenvolvimento ou de agravamento do quadro depressivo, diante disso sabe-se que há alguns aspectos possivelmente presentes no ambiente de trabalho que se configuram como fatores desencadeantes da depressão no ambiente de trabalho, veja alguns destes fatores:

  • Pressão e exigência exarcebados;
  • Situações estressantes por tempo prolongado;
  • Assédio moral;
  • Assédio sexual;
  • Mal relacionamento interpessoal;
  • Bullying;
  • Falta de reconhecimento e recompensa;
  • Horários mal distribuídos;
  • Excesso de trabalho;
  • Risco de acidentes.

Sintomas de depressão no ambiente de trabalho

É preciso saber identificar os sinais da depressão no ambiente de trabalho, muitas vezes a pessoa acometida atribui o modo como se sente ao cansaço, estresse, perda de motivação, mas estes aspectos não podem ser vistos como causa da condição e sim como sintoma. Fique atento aos sinais da depressão:

  • Queda da autoestima;
  • Apatia;
  • Prejuízo do sono;
  • Mudança no apetite;
  • Falta de interesse nas atividades laborais;
  • Falta de interesse nas relações pessoais (sexo, família, lazer, compromissos sociais);
  • Dificuldade de concentrar-se no trabalho;
  • Memória afetada;
  • Cansaço e fadiga;
  • Choro frequente;
  • Absenteísmo;
  • Queda da produtividade;
  • Incapacidade/dificuldade de realizar ou finalizar tarefas laborais.
Como evitar a depressão no ambiente de trabalho

É responsabilidade tanto da empresa como do trabalhador cuidar da saúde do mesmo, isto inclui atitudes da empresa que previnam e eliminem fatores de risco, bem como inclui a procura de uma qualidade de vida por parte do próprio funcionário.

Isto quer dizer que a empresa pode investir em medidas como treinamento de liderança, que proporciona uma boa relação entre funcionário e chefia, além de que um bom líder sabe recompensar e reconhecer o trabalho dos funcionários, sabe intermediar conflitos, identificar problemas e riscos de saúde precocemente.

Além disso, a empresa pode investir em serviços especializados que auxiliam na prevenção da depressão no ambiente de trabalho como ginástica laboral, pois a atividade física beneficia o humor e o bem-estar, bem como psicólogos, que auxiliam na identificação e eliminação de fatores de risco emocionais e podem encaminhar para psicoterapia ou mesmo realizar dinâmicas e palestras motivadoras.

Por sua vez, o próprio funcionário pode buscar um estilo de vida saudável, através da melhora na alimentação, realização de atividade física regular e prazerosa, busca de lazer, descanso e busca de ter bons momentos fora do trabalho. Além disso, é preciso que o funcionário saiba se desligar dos problemas do trabalho quando estiver no ambiente familiar, é preciso trabalhar para viver e não viver para trabalhar.

Como lidar com a depressão no ambiente de trabalho

Infelizmente, mesmo havendo medidas preventivas, há pessoas que são predispostas a desenvolver um quadro depressivo. Desta forma, é preciso saber não somente como evitar, mas também como lidar com a depressão no ambiente de trabalho.

O primeiro passo é identificar o quadro, para que haja intervenção na equipe como um todo, na cultura organizacional e no próprio funcionário acometido.

A intervenção pode incluir palestras, reuniões e medidas de conscientização para que os colegas saibam lidar e ajudem a pessoa acometida a enfrentar a depressão da melhor forma possível.

Pode haver uma necessidade de remanejo de cargo, já que o funcionário com quadro depressivo se vê com dificuldade de concentração, produtividade, atenção, etc. Outra possibilidade da empresa é encaminhar e custear o tratamento psicológico do funcionário.

A empresa também deve intervir diretamente nos fatores de risco, isto é, promover um ambiente de trabalho com condições adequadas para contribuir com a melhora do funcionário e para evitar novos quadros de depressão no ambiente de trabalho.

Veja também

Comentário