DDS Falta de Atenção no Trabalho


A atenção é um processo cognitivo que atua na recepção de informações relevantes no ambiente, dessa forma, há a atenção seletiva, que se dá pela concentração em um estímulo específico, ignorando os demais. A atenção dividida, que consiste em dividir a capacidade de absorção nos diversos estímulos presentes. A atenção de sondagem, que consiste na busca por um estímulo específico e por fim, a atenção vigilante, que consiste em um estado de alerta, à espera da ocorrência de um estímulo.

Existem estes quatro tipos de atenção, porém o DDS falta de atenção no trabalho irá discorrer sobre a atenção seletiva, que é o tipo que deve existir no ambiente de trabalho, ou seja, é preciso focar a atenção na atividade desempenhada.

A importância da atenção seletiva no trabalho

Vários são os estímulos presentes no ambiente de trabalho, os quais tiram o foco na atividade que deve ser executada, fazendo com que o trabalhador divida sua atenção nos vários outros componentes, de forma que haja distração facilmente.

Portanto, a importância do DDS falta de atenção no trabalho é mostrar ter atenção no trabalho envolve ter foco na atividade, de forma que a mesma seja executada corretamente, evitando erros, envolve ainda, observar o ambiente, verificando as condições e possíveis riscos e por fim, envolve evitar agir de forma automática para ter certeza de que realizou determinadas tarefas.

Prejuízos da falta de atenção no trabalho

A falta de atenção é uma das causas que mais trazem prejuízos tanto ao trabalhador e à equipe, quanto à empresa. Veja só:

Prejuízos ao trabalhador e aos colegas:

  • Exposição aos riscos: estar atento às condições de trabalho e aos perigos existentes previne a si e aos colegas de acidentes e de doenças ocupacionais;
  • Insatisfação: ao trabalhar distraído, o colaborador não interage com sua própria função, tornando-a banal e, portanto, insatisfatória, o que pode causar diversos problemas de saúde;
  • Falta de reconhecimento: o trabalhador que executa suas tarefas sem atenção, tem sua produtividade reduzida e com isso, perde o reconhecimento e a valorização do seu trabalho;
  • Repetição de tarefa: quando se faz tudo no automático, o colaborador acaba realizando a mesma tarefa mais de uma vez ou sente a necessidade de conferir sempre, o que é muito arriscado em determinadas situações de perigo.

Prejuízos à empresa:

  • Queda na produtividade: quanto mais colaborador desatento, menor é a qualidade da produção;
  • Aumento de gastos com rotatividade: a empresa perde seus recursos humanos quando lhes faltam atenção, precisando refazer processos seletivos;
  • Afeta a segurança: por mais que a empresa ofereça condições de segurança e saúde, quando não há atenção, os riscos aumentam e com isso, os gastos também aumentam.

Como melhorar a atenção no trabalho

De nada adianta compreender do que se trata a atenção se não soubermos como aprimorá-la, por isso, o DDS falta de atenção no trabalho vem, além de tudo, orientar sobre o que pode ser feito para que não haja mais falta de atenção. Veja as dicas abaixo:

  • Beba muita água: estar hidratado te proporciona melhora no funcionamento cerebral e com isso, mais capacidade de atenção;
  • Busque qualidade do sono: dormir bem é uma questão fundamental, sem o sono adequado, a pessoa perde na criatividade, na concentração, na memorização e claro, na atenção;
  • Alimente-se bem: é um clichê muito verdadeiro, pois sem os nutrientes necessários, as reações químicas cerebrais simplesmente não acontecem da forma adequada, além disso, tornamo-nos mais vulneráveis a doenças e dores, que tiram totalmente o foco no trabalho;
  • Goste do que faz: muitas vezes o colaborador deixa de gostar da sua função devido à perda de atenção, isto é, quanto mais atenção colocar no trabalho, mais você irá gostar do mesmo, de forma contrária, ocorre um ciclo vicioso;
  • Priorize as tarefas: faça uma tarefa de cada vez, baseando-se na prioridade de cada uma, assim, você evita dividir sua atenção em mais de um estímulo e evita o estresse, o que poderia ocasionar erros e riscos graves, dependendo da função;
  • Lembre-se de não confiar tanto assim: o excesso de confiança te tira a atenção, o que torna o ambiente mais arriscado não só para si, mas para as demais pessoas presentes, como colegas e clientes;
  • Evite conversas e brincadeiras: há momento para tudo, por isso no momento de trabalho, o foco deve ser exclusivo para a atividade desenvolvida, é questão de atenção e responsabilidade;
  • Resolva os problemas pessoais: aquela frase que diz deixe os problemas fora do trabalho não deve ser levada em consideração, na verdade, o recomendado é resolver os problemas para que não interfira no trabalho;
  • Busque ajuda profissional: muitas vezes a falta de atenção é decorrente de distúrbios graves, como depressão, TOC e ansiedade e devem ser tratados.

Gostou do DDS falta de atenção no trabalho? Então, acompanhe o Blog Segurança do Trabalho pelas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Google plus.


Veja também

Comentário