Como fazer o Mapa de Riscos – Passo a Passo

Como fazer o mapa de riscos é uma dúvida bastante comum entre os estudantes e profissionais da área de Segurança e Saúde do trabalho – SST. Em virtude disso, trataremos nesta publicação sobre como fazer o mapa de riscos. Confira!

Como fazer o Mapa de Riscos

Portanto, a seguir como elaborar o mapa de riscos:

  • 1º PassoConhecer o processo de trabalho da empresa analisada, assim como os seguintes aspectos abaixo:
  1. O número de trabalhadores por ambiente de trabalho e ao total na empresa;
  2. Os equipamentos, procedimentos e materiais utilizados no exercício do trabalho;
  3. As atividades exercidas pelos trabalhadores;
  4. As características de cada ambiente de trabalho.
  • 2º Passo – Identificar os riscos existentes em cada ambiente de trabalho com auxilio da tabela de classificação dos riscos ambientais:
classificação dos riscos ambientais
Portaria n.º 25, de 29 de dezembro de 1994.

Além disso, utilize como auxílio na identificação dos riscos ambientais outros levantamentos ambientais realizados, como o PPRA, PCMAT, PGR, entre outros.

É importante destacar, que na elaboração do mapa de riscos não será necessário realizar avaliações quantitativas, somente avaliações qualitativas.

⇒ Leia também: O Que é Avaliação Qualitativa e Quantitativa?

A identificação dos riscos no processo de trabalho e a elaboração do mapa de riscos, devem ser realizadas com a participação do maior número de trabalhadores e assessoria do SESMT, onde houver.

Ebook GRO e PGR

  • 3º Passo – Estabelecer a intensidade da presença dos riscos identificados durante o passo anterior (2º passo) através do uso de círculos, especificamente, 3 (três) círculos:
Gradação dos Riscos
  1. Círculo Pequeno – Para intensidade ou presença baixa do risco no ambiente de trabalho;
  2. Círculo Médio – Para intensidade ou presença regular do risco no ambiente de trabalho;
  3. Círculo Grande – Para intensidade ou presença excessiva do risco no ambiente de trabalho.

*Observação: É importante destacar que existe outros métodos ou símbolos para indicar a intensidade do risco em determinado ambiente de trabalho. No entanto, o uso dos círculos é o mais comum.

  • 4º Passo – Escolher um programa de computador que esteja mais familiarizado para desenvolver o mapa de riscos, por exemplo: o Microsoft Visio Viewer, AutoCAD, CorelDRAW, Microsoft Word, etc.
  • 5º Passo – Através do layout da empresa elaborar o mapa de riscos, descrevendo os seguintes itens abaixo:
  1. Indicar o grupo em que o risco pertence, conforme a tabela de classificação dos riscos ambientais demonstrada no 2º Passo;
  2. Estabelecer a intensidade da presença do risco no ambiente de trabalho, conforme gradação ou graduação dos riscos (círculo pequeno, médio e grande);
  3. Definir a cor em que o risco pertence, conforme a tabela de classificação dos riscos ambientais demonstrada no 2º Passo;
  4. Estabelecer o número de trabalhadores expostos ao risco, o qual deve ser anotado dentro do círculo;
  5. Especificar o agente causador dentro do círculo, por exemplo: ácido clorídrico, ergonômico-repetividade, ritmo excessivo, etc;

Vídeo Aula – Como fazer o Mapa de Riscos

Para ampliar o seu conhecimento sobre como fazer um mapa de riscos, disponibilizaremos abaixo uma vídeo aula elaborada pelo CEFET-RJ bastante explicativa.

Para assistir a vídeo aula, acesse: Vídeo Aula – Como fazer Mapa de Riscos.

Modelo de Mapa de Riscos

Para o melhor entendimento, a seguir um modelo de mapa de risco:

⇒ Download – Modelo de Mapa de Riscos.

Compartilhar o texto:

12 Comentários

  1. Estou com um pouco de dificuldade pra avaliar como devo apresentar meu mapa de risco.. É para uma escola de gastronomia voltada a.criança carente. No mapa devo classificar como escola gastronomia ou cozinha industrial

  2. Estou começando o curso de segurança no trabalho , e estou com dificuldades para fazer o mapa ? Como proceder ,isso dar início a esse mapa? Por favor me ajude com dicas ? Muito grata!!

  3. Oi. Meu nome é Clarissa e queria saber qual a legenda que devo escrever e como, abaixo da planta baixa?! è preciso ou não? Para que serve?
    Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 6 =