10 Mandamentos do Bom Cipeiro

O termo cipeiro” foi adotado carinhosamente e refere-se ao profissional que compõe a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), daí o nome cipeiro.

A CIPA é prevista pela Norma regulamentadora NR-05, sendo composta por representantes do empregador e dos empregados, tem como objetivo à prevenção dos acidentes e das doenças ocupacionais, de modo a tornar constantemente compatível o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.

Diante disso, os membros da CIPA devem ser comprometidos com os objetivos da mesma, para isso listamos os 10 mandamentos do bom cipeiro. Confira a seguir.

1. Planejamento

Qualquer ação da CIPA deve ser planejada, para que os resultados sejam positivos, isto é, deve haver planejamento na identificação dos riscos no processo de trabalho e na elaboração do mapa de riscos, bem como nas verificações constantes nos ambientes e nas condições de trabalho.

Além disso, deve haver planejamento na colaboração no desenvolvimento e implementação do PCMSO e PPRA, entre outros programas relacionados à segurança e saúde do trabalho. Tal quanto, na realização de palestras, reuniões, eventos, campanhas, intervenções, parcerias, divulgações, etc.

O planejamento é o primeiro dos mandamentos do bom cipeiro, justamente porque ele deve estar integrado aos demais, pois sem planos prévios, as ações ficam desorganizadas, desfocadas e sem metas, com isso a perda da efetividade da CIPA.

2. Percepção

A prevenção pode ser classificada em diferentes níveis:

  • Prevenção primária: realizada no período mais antecipado, evita o aparecimento do risco propriamente dito. Exemplo: vacinação, organização e higienização do ambiente de trabalho;
  • Prevenção secundária: realizada quando alguma agravante está instalada em um grau muito leve, de forma que a prevenção inclua o tratamento precoce. Exemplo: intervenção logo nos primeiros sintomas de estresse, LER/DORT, enfim, evitando que o problema piore;
  • Prevenção terciária: mesmo na fase em que o problema apresenta complicação, há medidas preventivas a serem realizadas, isto é, reabilitação, tratamento, reajuste das funções laborais, etc.

O bom cipeiro tem a habilidade de perceber as peculiaridades do dia a dia de trabalho, prevenindo à ocorrência de acidentes e doenças ocupacionais. Um cipeiro que possui boa percepção irá detectar precocemente os riscos, por exemplo:

  • Funcionários que não utilizam EPI adequadamente;
  • Incidência de problemas emocionais em determinados setores;
  • Inadequação no ambiente de trabalho;
  • Falta de manutenção de máquinas e equipamentos.
  • Entre outros.

3. Comunicação

Um dos mais importantes mandamentos do bom cipeiro é a comunicação. A comunicação inclui saber ouvir e orientar os trabalhadores, assim como responder questionamentos, dúvidas, anotar sugestões e reivindicações.

A comunicação é um dos principais elos entre os cipeiros e os demais trabalhadores, possibilitando o conhecimento e a identificação dos possíveis riscos presentes no ambiente de trabalho, além disso a detecção dos problemas emocionais e dos sintomas fisiológicos que alguns funcionários possam apresentar no ambiente laboral.

4. Regras sem exceção

O bom cipeiro cumpre e incentiva ao cumprimento das regras, não concordando com exceções ou maneiras de burlar às regras, pois ao permiti-las abrem-se brechas aos acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, bem como a outras infrações e transtornos.

5. Prevenção

O bom cipeiro priorizar e promove constantemente as medidas preventivas, identificando os riscos do processo de trabalho e as situações que venham a trazer riscos à segurança e saúde dos trabalhadores.

6. Escolher os melhores recursos

Um dos mandamentos do bom cipeiro é sempre buscar, juntamente com o SESMT (onde houver), as melhores opções para o empregador e os empregados, não se contentando com alternativas que sejam de mais fácil aquisição ou baixo custo, porém ineficientes nos quesitos relacionados a qualidade, segurança e saúde do trabalhador.

Por isso, a importância do cipeiro manter-se sempre atualizado, realizando cursos, treinamentos, participando de palestras, eventos, lendo bons textos e frequentemente, buscando informações com outros profissionais.

7. Eficiência

O bom cipeiro deve sempre buscar realizar as suas atribuições com eficiência, ética e moral.

8. Participação

Os membros da CIPA devem ser comprometidos com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador, tal como participar e ajudar na organização de eventos, campanhas, mobilizações, programas de segurança do trabalho, etc.

9. Organização e delegação

O bom cipeiro deve ser organizado, para executar as atribuições que lhe forem delegadas com disciplina e competência.

Além disso, é importante respeitar as atribuições legais estabelecidas a cada membro da CIPA, evitando assim a sobrecarga de determinados membros da CIPA, tal como o desenvolvimento ineficiente de ações da CIPA em prol dos empregados e empregadores.

10. Avaliação

Vale enfatizar que todos os mandamentos do bom cipeiro são integrados, não havendo uma ordem a ser seguida. Além disso, a avaliação não deve ser feita somente na conclusão de uma exclusiva ação da CIPA, mas sim de todas as ações ao decorrer do mandato.

Por isso, a importância dos membros da CIPA sempre realizarem avaliações dos dados e resultados obtidos, afim de estabelecer cada vez mais melhorias no ambiente de trabalho.

Gostou dos 10 mandamentos do bom cipeiro? Então, acompanhe o Blog Segurança do Trabalho pelas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Google plus.

Veja também

Comentários

  1. ELIFAS LEVI DA SILVA CORONEL

    Olá! Em primeiro lugar quero agradecer pelas publicações realizadas, sempre com conteùdos atualizados e esclarecedores conforme demanda da realidade dentro dos ambientes do trabalho.Quero também aproveitar esta oportunidade de comunicação com vocês e solicitar conteúdos relacionados com funcionário que tenha interesse de se candidatar a cipa, quias dicas além dos dez mandamentos de um cipeiro . Quais são as dicas para o iniciante conquistar os votos necessário e credibilidade entre os colegas de trabalho…. Muito grato!

    Responder
  2. Leandro Martinelli

    Muito bom,artigos realmente mto interessantes.
    Estou fazendo curso de TST, os artigos postados estão sendo de grande ajuda.

    Responder

Comentário

CAPTCHA