O que faz o Tecnólogo em Segurança do Trabalho?

A profissão de Tecnólogo em Segurança do Trabalho entrou recentemente para o CBO 2149-35 do Ministério do Trabalho e Emprego. Confira a área de atuação deste profissional.

O Tecnólogo em Segurança do Trabalho é um profissional apto a planejar, desenvolver, implantar, gerenciar e controlar os sistemas relacionados à segurança do trabalho em uma empresa. Nesse âmbito, analisa os métodos, processos e condições de trabalho, visando prevenir acidentes no ambiente laborativo e diminuir os riscos à saúde e a integridade física dos trabalhadores.

Sua qualificação permite emitir pareceres, fazer vistorias, perícias ou trabalhar com pesquisa e aplicação tecnológica. No entanto, o tecnólogo ainda não pode ser contratado para o cumprimento da norma regulamentadora nº 04 (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

Quem pode Exercer a Profissão de Tecnólogo em Segurança do Trabalho?

Para exercer a profissão, é preciso formar-se no curso de Tecnologia em Segurança do Trabalho. A formação é de nível superior, portanto antes de ingressar é necessário ter concluído o Ensino Médio.

O que é o Curso de Tecnologia em Segurança do Trabalho?

Os cursos de tecnologia são de nível superior com duração entre dois a três anos e conteúdo predominantemente prático. Foram criados como uma opção para ingressar rapidamente no mercado de trabalho sem abrir mão do diploma de graduação.

Embora seja mais curto de que os cursos de graduação tradicionais, não é mais superficial e nem de qualidade inferior. Ao contrário do bacharelado, que fornece uma visão ampla de uma ciência, o curso de tecnologia oferece um aprofundamento em uma área específica, normalmente de alta demanda no mercado.

Entre alguns exemplos de cursos de Tecnologia em Segurança do Trabalho, pode-se citar os cursos de Gestão em Segurança do Trabalho, Saúde e Segurança no Trabalho e Tecnólogo em Segurança.

Regulamentação da Profissão de Tecnólogo em Segurança do Trabalho

Por enquanto, a profissão ainda não foi regulamentada, o que impede que o Ministério do Trabalho e Emprego a incluir na NR-04, que regulamenta os SESMT (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

Para visualizar na íntegra o projeto de lei que regulamenta a profissão de tecnólogo e dá outras providências, acesse: PL 2245/2007.

Isso significa que as empresas não são legalmente obrigadas a contratar tecnólogos, ao contrário do que ocorre com Técnicos e Engenheiros de Segurança do Trabalho. Consequentemente, a oferta de emprego para esses profissionais tende a ser baixa.

No entanto, os esforços dos tecnólogos em segurança do trabalho na obtenção da regulamentação e valorização da profissão é bastante significativa, visam obter mais oportunidades no mercado de trabalho e se consolidar de vez, como a nova profissão entre as funções que integram os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT.

Gostou do texto? Então, não deixe de compartilhá-lo:

110 Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 5 =