Segurança na Soldagem ao Arco Elétrico

O processo de soldagem ao arco elétrico é um dos procedimentos de solda mais utilizados pelos soldadores no seu dia a dia de trabalho. No entanto, ocasiona a produção de alguns riscos químicos e físicos prejudiciais à saúde do trabalhador.

Dessa forma, aproveitaremos está publicação para descrever algumas dicas de segurança no processo de soldagem ao arco elétrico.

O que é a soldagem ao arco elétrico?

Trata-se de um processo de soldagem por fusão em que utiliza do calor gerado pela corrente elétrica entre o eletrodo e a peça a ser soldada.

Equipamentos de Proteção Individual – EPI

Destacaremos neste item, os principais Equipamentos de Proteção Individual – EPI utilizados no processo de soldagem ao arco elétrico:

  • Máscara de Solda – Tem a função de proteger o rosto e o pescoço do soldador;
  • Filtro (Parte frontal da máscara) – Tem a função de absorver a radiação emitida durante a soldagem;
  • Protetor Auricular – Tem a função de proteger a audição do soldador;
  • Avental – Tem a função de proteger a frente do corpo do soldador;
  • Mangotes – Tem a função de proteger os braços do soldador;
  • Perneiras – Tem a função de proteger as pernas e os pés do soldador;
  • Luvas (Cano longo) – Tem a função de proteger as mãos do soldador;
  • Calçado de Segurança – Tem a função de proteger os pés do soldador;

Em relação, ao avental, os mangotes, as perneiras e as luvas são feitas de raspas de couro.

Cuidados no Processo de Soldagem ao Arco Elétrico

Descreveremos abaixo, algumas dicas de segurança em que o soldador deve está atento:

  • Manter o local de trabalho destinado à solda, sempre livre de qualquer material inflamável;
  • Deve sempre haver extintores de incêndio próximo ao local destinado à realização de soldas. No caso, da realização de soldas em campo e/ou de soldas de manutenção, o soldador deve sempre se precaver da presença de extintores de incêndio próximos ao local;
  • Recomenda-se que a cabine de solda seja pintada de cor escura e fosca para evitar a reflexão da luz;
  • O empregado (soldador) deve sempre utilizar os equipamentos de proteção individuais adequados;
  • Os locais destinados à realização de soldas devem ser bem ventilados, caso o ambiente seja fechado ou de ventilação precária, instalar alguns exaustores;
  • Nunca soldar ou realizar qualquer operação a quente numa peça que não tenha esteja adequadamente limpa;
  • Os locais destinados à realização de soldas devem possuir barreiras contra fogo e contra respingos;
  • O soldador deve conhecer os procedimentos locais para casos de incêndios;
  • Manter o local de trabalho destinado à solda sempre limpo e seco;
  • Usar sempre fardamentos em bom estados, limpos e secos;
  • Ao soldar evitar a utilização de quaisquer adornos, acessórios ou objetos corporais metálicos;
  • Realizar o aterramento dos equipamentos e acessórios;
  • Antes de iniciar qualquer operação de soldagem solicitar ao funcionário responsável a autorização de trabalho a quente;

⇒ Veja também: Modelo – Autorização para Trabalho de Risco.

Vídeo – Soldagem ao Arco Elétrico

Este vídeo foi produzido pela Fundação Jorge Duprat e Figueiredo – Fundacentro e aborda uma série de dicas de segurança no processo de soldagem ao arco elétrico.

Veja também

Gostou do texto? Então, não deixe de compartilhá-lo pelas redes sociais.

Uma ideia sobre “Segurança na Soldagem ao Arco Elétrico

  1. Josemar Pereira

    Parabéns pelo belo artigo, passa muito bem as informações pertinentes a esse tipo de soldagem.

    Responder

Comentário

CAPTCHA