O que é APR (Análise Preliminar de Risco)?

Saiba o que é a Análise Preliminar de Risco – APR. Confira o texto!

No dia-a-dia, a expressão APR é bastante utilizada pelos profissionais da área de Segurança e Saúde do Trabalho.

A sigla APR significa Análise Preliminar de Risco e trata-se de uma avaliação técnica prévia dos possíveis riscos existentes na realização de uma determinada atividade laboral. Desse modo, a APR consiste no detalhamento minucioso de cada etapa do trabalho e dos presentes riscos envolvidos.

Objetivos da APR

Entre os principais objetivos da APR, podemos destacar:

  • Identificar os riscos;
  • Orientar os colaboradores dos riscos existentes em suas atividades no trabalho;
  • Organizar a execução da atividade;
  • Estabelecer procedimentos seguros;
  • Trabalhar de maneira planejada e segura;
  • Prevenção dos acidentes de trabalho;
  • Sensibilizar e instruir os trabalhadores sobre os riscos evolvidos na execução do trabalho.

A Análise Preliminar de Risco – APR deve ser sempre desenvolvida e implantada antes da execução de determinadas atividades, seja para trabalhos realizados pela própria empresa ou através de empresas contratadas.

Responsabilidades

  • Sesmt:
  1. Auxiliar no processo de aplicação da Análise Preliminar de Risco – APR, buscando estabelecer melhorias importantes na realização do trabalho, bem como, a preservação e a segurança do trabalhador.
  • Supervisor(es):
  1. O supervisor responsável pela empresa que realiza o trabalho deve incumbir-se pela guarda e conservação da Análise Preliminar de risco – APR, assim como, deve sempre comunicar imediatamente ao serviço especializado em engenharia de segurança e medicina do trabalho – SESMT (NR-04), o extravio ou a deterioração do documento. Além disso, deve manter a análise preliminar de risco – APR acessível aos demais componentes da equipe e a possíveis fiscalizações acerca do trabalho.
  2. Assegurar que os serviços somente serão inicializados depois de concluída a elaboração da APR e adotado todas as medidas de controle e segurança do trabalho para a execução da atividade. Como também, preencher e assinar todos os campos específicos da análise preliminar de risco – APR, assim como, cobrar e verificar a assinatura de toda equipe envolvida no trabalho. No caso, de dúvidas a respeito do preenchimento da APR ou sobre um determinado risco, procurar imediatamente o serviço especializado em engenharia de segurança e medicina do trabalho (SESMT) da empresa a fim de esclarecer.
  3. Realizar avaliação sobre a necessidade de interromper o trabalho, caso seja identificada alguma situação de risco iminente de acidente, que inicialmente não havia sido identificada.
  • Sesmt e Supervisor(es):

O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT e o supervisor responsável pelo trabalho têm as obrigações de:

  1. Assegurar que os trabalhadores tenham pleno conhecimento do conteúdo da análise preliminar de risco e suas obrigações na execução do trabalho;
  2. Prestar orientações técnicas necessárias às equipes de campo, de forma a assegurar a efetiva aplicação da Análise Preliminar de Risco – APR;
  3. Assegurar que a Análise Preliminar de Risco – APR esteja sendo efetivamente aplicada.
  • Desenvolvimento:

A Análise Preliminar de Risco (APR) deve ser minuciosamente estudada e elaborada de maneira compreensível a todos envolvidos. Para a elaboração de uma boa análise preliminar de risco é recomendável sempre buscar o máximo de informações com o supervisor e a equipe responsável pela realização do trabalho, além de sempre realizar uma visita ao local onde o trabalho será executado. Dessa forma, se obtêm mais detalhes sobre o serviço, facilita e engrandece o desenvolvimento da análise preliminar de risco.

É importante a participação da equipe de trabalho na elaboração da Análise Preliminar de Risco – APR, dessa forma passam a conhecer os procedimentos de trabalho, os riscos identificados e os controles necessários à prevenção de acidentes.

⇒ Leia também: Como fazer uma APR – Passo a Passo.

A APR deve passar por um processo de constante aperfeiçoamento, visando a assegurar que os riscos atípicos identificados em campo possam ser tratados, na busca de garantir a integridade física dos trabalhadores envolvidos e a qualidade do serviço. Para a sua melhor compreensão sobre o assunto, acesse: Modelo – Análise Preliminar de Riscos – APR.

Gostou do texto sobre o que é APR – Análise Preliminar de Risco? Então, não deixe de acompanhar o Blog Segurança do Trabalho pelas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Gostou do texto? Então, não deixe de compartilhá-lo:

35 Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + quatro =