Ansiedade no Trabalho


São diversos os aspectos enfrentados pelo ser humano que podem se tornar prejudiciais à saúde mental. O trabalho é um elemento da vida que deve trazer realização, satisfação e fonte de renda, no entanto, muitas vezes há fatores relacionados ao trabalho que causam ou contribuem com o desenvolvimento de agravantes como a ansiedade no trabalho.

O que é Ansiedade no Trabalho?

Ansiedade propriamente dita é um estado de alerta intrínseco ao ser humano, que promove mudanças, preparação, planejamento, o que é diferente dos transtornos ansiosos, que são caracterizados por um elevado nível de anseio, medo, preocupação excessiva, acompanhados de sintomas físicos.

A ansiedade no trabalho, especificamente, se refere a um transtorno ansioso que tem o trabalho como fator causal e é caracterizado por sintomas relacionados à atividade profissional.

É importante mencionar que a ansiedade inclui a presença dos sintomas de forma constante, bem como a ocorrência de crises de ansiedade, que se refere a um episódio onde os sintomas e as sensações físicas se intensificam.

Principais sintomas de Ansiedade no Trabalho

Como mencionado, os sintomas da ansiedade no trabalho são muito característicos, pois incluem, por exemplo:

  • Preocupação excessiva em atingir as metas;
  • Preocupação excessiva em concluir uma tarefa;
  • Persistência de pensamentos relacionados ao trabalho mesmo quando a pessoa se encontra em outros ambientes e situações;
  • Medo de repressão advinda da chefia;
  • Medo ou anseio de relacionar-se com os colegas;
  • Preocupação com a questão financeira;
  • Medo de doenças.

Além disso, o trabalhador geralmente experimenta sintomas físicos, como:

  • Calafrio, formigamento, sudorese, palpitação;
  • Medo de morrer ou de perder a sanidade (sintoma comum no momento da crise);
  • Problemas gastrointestinais;
  • Problemas alimentares;
  • Dores musculares;
  • Dores de cabeça;
  • Dores na coluna, como lombalgia ou cervicalgia (devido ao excesso de tensão).

Há ainda, sintomas cognitivos, que incluem a queda de atenção, concentração, comunicação, raciocínio e memória, o que prejudica o rendimento no trabalho e faz com que a pessoa entre em um ciclo vicioso se não procurar tratamento.

Principais causas da Ansiedade no Trabalho

Sabe-se que o trabalho pode se tornar um fator que causa diversas doenças, acidentes e problemas emocionais, agora veremos de que forma o trabalho pode causar a ansiedade no trabalho.

  • Falta de segurança: quando o trabalhador não percebe a segurança e estabilidade no seu cargo, ele cria pensamentos sobre perigo de acidentes e doenças, bem como sobre possibilidade de demissão, o que origina as diversas preocupações e medos;
  • Falta de reconhecimento: quando o valor do trabalho não é reconhecido, a pessoa pode passar a se sentir desmotivada e em busca constante de aprovação, se desgastando física e emocionalmente;
  • Pressão: muitos cargos que possuem metas e objetivos com prazo podem não ser os mais adequados para certos perfis de trabalhadores, pois a pressão pode causar medo de não conseguir atingir e com isso, se desenvolve o estresse e a ansiedade;
  • Problemas de relacionamento: infelizmente é comum situações de humilhação, bullying, fofocas e até maus tratos, bem como assédio moral, isto tudo contribui com o desenvolvimento da ansiedade no trabalho.
  • Desligamento: quando o trabalhador é desligado ou levado a se demitir de forma inadequada, diversas preocupações passam a atormentar o indivíduo, como medo de não conseguir cumprir com as despesas, sentimento de inutilidade, pensamentos negativos com conteúdo de autocrítica, culpa, etc;
Como controlar ou prevenir a Ansiedade no Trabalho

Já que as possíveis causas são conhecidas, torna-se possível realizar mudanças e ações preventivas da ansiedade no trabalho, o primeiro passo é identificar os pontos críticos que vem sendo percebidos de forma negativa pelos trabalhadores. A partir disso, pode-se desenvolver mudanças nos seguintes aspectos:

  • Por meio de dinâmicas, confraternizações, palestras e mediação de conflitos, é possível melhorar a comunicação, promover gentileza, respeito e cordialidade entre chefia, colegas e clientes;
  • A empresa deve investir em ações de segurança do trabalho, por exemplo, ao melhorar a cultura organizacional e ao inserir medidas de ergonomia, mantendo o ambiente de trabalho confortável e protegido;
  • O recrutamento e a seleção de pessoas quando bem feitos podem evitar muitos problemas, pois não se deve colocar uma pessoa em um cargo cujos perfis não são compatíveis, com o tempo o trabalhador se sente desmotivado, insatisfeito, incapaz;
  • Treinamentos são bem vindos, para que os trabalhadores se tornem e se sintam mais capazes e valorizados para realizar suas atividades;
  • Adequar o estilo de liderança às situações e ao modelo da empresa, um bom líder sabe identificar problemas e solucioná-los precocemente, sabe motivar os funcionários, sabe mediar conflitos, sabe como reconhecer e recompensar os trabalhadores e sabe, inclusive, como realizar um desligamento de forma saudável.

Além disso, é fundamental que o trabalhador com ansiedade no trabalho procure tratamento através de psicoterapia.


Veja também

Comentário