A importância do apoio para os pés no trabalho


Saiba a importância do apoio para os pés no trabalho. Confira o texto!

São várias as ocupações que exigem que o trabalhador permaneça sentado por período prolongado, por exemplo: telemarketing, programador. Bem como, inúmeros cargos que utilizam o computador como principal ferramenta de trabalho.

A posição sentada não é a anatomicamente mais recomendada ao ser humano, de forma que permanecer por muito tempo assim pode trazer várias complicações.

Para evitar tais complicações no ambiente de trabalho, foram desenvolvidas várias medidas ergonômicas capazes de preservar a coluna, o pescoço e os membros inferiores e superiores. Uma destas medidas ergonômicas é o uso de apoio para os pés no trabalho.

Como sentar-se adequadamente

A posição correta para manter-se sentado é utilizando uma cadeira ergométrica, ou seja, com encosto para lombar, regulagem de altura e estofado de densidade adequada, de forma que o trabalhador consiga se manter com a coluna apoiada e ereta, na altura correta em relação à mesa ou ao computador.

A coluna é sempre o principal foco quando se trata da posição sentada, mas há outro aspecto importante neste sentido, que são os pés. Eles precisam estar apoiados adequadamente, pois de forma contrária, a parte de trás da coxa recebe compressão da quina da cadeira, o correto é que o joelho esteja em 90º, o que se torna possível quando utiliza-se o apoio para os pés no trabalho.

Vale enfatizar que as pernas devem estar retas em relação ao solo, apoiadas no apoio próprio e os dois pés devem estar alinhados com o quadril, por isso não se recomenda cruzar as pernas de forma alguma.

Complicações devido ao mau posicionamento dos pés

O não uso do apoio para os pés pode causar desconforto, má circulação, varizes, inchaço, formigamento, adormecimento, dores na perna, no tornozelo e pés, tal como fadiga muscular, lesões em longo prazo, entre outras.

Além disso, quando os pés não estão apoiados, influencia diretamente no alinhamento da coluna, o que pode causar lombalgia, cervicalgia, torcicolo, etc, mesmo utilizando a cadeira ergométrica. Portanto, é essencial que o apoio para os pés no trabalho faça parte do posto de trabalho.

O aspecto psicológico também é afetado, pois o desconforto e todos os sintomas originados do não uso do apoio para os pés contribuem com o desenvolvimento de estresse, queda da satisfação no trabalho, queda na produtividade, enfim, causa falta de qualidade de vida no trabalho.

Regulamentação do uso de apoio para os pés no trabalho

A norma regulamentadora nº 17 estabelece que o posto de trabalho deve conter um mobiliário com dimensões adequadas, que permitam variações posturais, com ajustes de fácil acionamento, de modo a prover espaço suficiente para seu conforto e sua saúde e segurança no trabalho.

O trabalho em pé ou sentado devem manter o conforto dos membros superiores e inferiores. Com isso, pode-se dizer que o uso do apoio para os pés no trabalho é uma medida que assegura o conforto e a saúde na posição sentada.

Além disso, a letra “f” do item 2.1 do Anexo I da NR-17, estabelece que:

2.1. Em relação ao mobiliário do checkout e às suas dimensões, incluindo distâncias e alturas, no posto de trabalho deve-se:

[…]

f) colocar apoio para os pés, independente da cadeira;

Verifica-se a importância do uso de apoio para os pés, mesmo que a cadeira não siga as recomendações ergonômicas adequadas.

Benefícios do uso de apoio para os pés no trabalho

Tanto o trabalhador como a empresa são beneficiados com o uso do apoio para os pés no trabalho, por isso é importante que esta medida seja atendida assim como as demais medidas de segurança e saúde no trabalho. Benefícios aos trabalhadores:

  • Mais conforto;
  • Redução de dores na coluna, nos pés e no tornozelo;
  • Redução do risco de trombose e outros problemas de circulação;
  • Aumento do bem-estar;
  • Menos distração (dor e desconforto são distrações que atrapalham o rendimento);
  • Aumento da satisfação no trabalho;
  • Redução do cansaço físico e da fadiga muscular;
  • Redução do índice de estresse;
  • Trabalho humanizado.

Os benefícios do apoio para os pés no trabalho para a empresa, por sua vez, incluem a redução de gastos com problemas de saúde dos colaboradores, redução da rotatividade e do absenteísmo, aumento na produtividade, melhora no relacionamento interpessoal, melhora no clima organizacional, o que contribui também com a imagem positiva da empresa diante o mercado.


Veja também

Uma ideia sobre “A importância do apoio para os pés no trabalho

  1. Daniel Castro Sales

    Aqui há um grande equívoco. O trabalhador deve sim trabalhar mantendo os pés apoiados sobre o piso, conforme descrito. No entanto, o uso de acessórios (apoio) deve ser o último recurso a ser utilizado. Somente se a altura do posto não permitir o devido apoio dos pé no piso em que se encontra o posto de trabalho. Postos de trabalho administrativo só se recomenda o uso de acessório quando o usuário é de baixíssima estatura, de modo a propiciar o devido ajuste. O dimensionamento da altura de mesas e extensão de regulagens de altura de cadeiras devem levar em consideração um percentil de no mínimo 90% da população para o seu devido uso, sem a necessidade de juntar mais um trambolho debaixo da mesa que, em muitos casos se adquire erroneamente e o usuário se dá conta que na realidade não precisa disso.

    Responder

Comentário