DDS Hipertensão


O modo como vivemos, os hábitos que mantemos e como nos posicionamos diante dos fatos afetam muito a saúde do corpo e da mente. Uma das patologias afetadas pelo estilo de vida atrelado a fatores do ambiente é a hipertensão, sobre a qual este DDS hipertensão irá discorrer.

Toda estrutura é feita para aguentar uma pressão, a artéria é feita para suportar a pressão do sangue, empurrado pelo coração, de forma que a circunferência da artéria deve ter o diâmetro adequado, se for muito estreito pode favorecer o aumento da pressão, ou seja, a hipertensão.

O limite normal de pressão é de 120 mmHg/80 mmHg, geralmente a hipertensão é caracterizada por valores superiores ou iguais a 140 mmHg/90 mmHg.

Portanto, a hipertensão é considerada uma patologia arterial e um problema de saúde pública, que aponta uma estimativa de que aproximadamente 20% da população tenha hipertensão.

Causas da Hipertensão

É ainda de interesse deste DDS hipertensão explicar as causas desta patologia, pois conhecendo os fatores de risco, fica mais fácil evitá-los. Confira quais são eles:

  • Genética: a anatomia dos vasos sanguíneos e o funcionamento cardiovascular são aspectos genéticos, bem como os fatores hereditários, isto é, o histórico familiar;
  • Idade: há maior suscetibilidade a partir dos 50 anos;
  • Sexo: homens são mais predispostos a desenvolver a hipertensão;
  • Obesidade ou peso excessivo: o sistema cardiovascular é um dos primeiros a serem afetados com estas condições;
  • Estresse: a exposição a fatores estressores constantemente pode alterar a pressão arterial;
  • Maus hábitos: sedentarismo, abuso de álcool, drogas, tabagismo e má alimentação são extremamente relacionados ao aumento da pressão.

Os fatores de risco são os que tornam a pessoa mais suscetível a desenvolver a hipertensão, assim a causa da hipertensão é o conjunto de fatores. Um dos fatores mais relacionados entre os relatos de pacientes é o estresse, principalmente derivado do trabalho. Por este motivo, devemos pensar a questão da hipertensão e o trabalho.

Hipertensão e Trabalho

O presente DDS hipertensão visa a entender quais são os fatores relacionados ao trabalho que podem contribuir com o desenvolvimento desta patologia. Tais fatores envolvem ruídos; trabalho noturno ou com alteração de turno; contato com substâncias químicas ou tóxicas; exposição a risco de acidentes de trabalho; ambiente altamente competitivo; assédio moral; percepção de recompensa inadequada (salário); trabalho sob pressão; sobrecarga etc.

Estes fatores discriminados acima estão relacionados à hipertensão por serem aspectos que causam estresse, o qual desencadeia diversas alterações no funcionamento do organismo, inclusive do sistema cardiovascular, pois dentre as diversas respostas do estresse, está a alteração hormonal, a adrenalina promove vasoconstrição, ou seja, diminui a circunferência das vias circulatórias, além disso, é um hormônio relacionado ao ritmo cardíaco, de forma que o excesso de adrenalina faz com que haja aumento da frequência cardíaca.

Prevenção e Tratamento

O último ponto pelo qual o DDS hipertensão se responsabiliza é apresentar o que fazer para prevenir e tratar, bem como o que a empresa pode fazer para evitar que os funcionários desenvolvam a patologia.

Bem, as principais medidas preventivas envolvem adquirir hábitos mais saudáveis, diminuir a ingestão de álcool, de alimentos vasoconstritores, gordurosos e com muito sódio, não fumar, realizar atividade física, ter momentos de lazer e repouso, evitar fatores estressores e aferir a pressão periodicamente.

O tratamento tem como objetivo manter a pressão dentro do limite normal, extinguindo do fator estressor, consultando o médico, tratamento medicamentoso, psicoterapia, melhora do estilo de vida.

A extinção de fator estressor consiste em interromper o contato com o estímulo estressor, isto pode significar um afastamento do trabalho se for necessário, porém pode-se conversar com a chefia para tornar o ambiente mais adequado. A consulta ao médico é essencial, pois ele irá diagnosticar e indicar o tratamento e os medicamentos conforme o quadro clínico, o acompanhamento médico deve ser constante para quem possui hipertensão.

O médico é o profissional, portanto que irá indicar os fármacos apropriados, que geralmente são diuréticos, medicamentos vasodilatadores e betabloqueadores. É preciso ressaltar que a automedicação é muito perigosa, principalmente para pacientes hipertensos, por isso só consuma remédios indicados pelo seu médico.

Vimos que a hipertensão como doença ocupacional está intimamente relacionada ao estresse, por isso, torna-se necessária a psicoterapia, isto é, para tratar o estresse, reduzindo e eliminando as consequências do mesmo.

A mudança de hábitos foi bastante mencionada neste DDS hipertensão, pois é sempre imprescindível na promoção da saúde e vale acrescentar, que em pacientes hipertensos certos hábitos podem ser fatais, isto é, pode levar a infartos, derrames, AVC.

Por fim, o que a empresa pode fazer para evitar é melhorar as condições de trabalho, não permitindo que haja fatores estressores, promover aferimento de pressão periodicamente e conscientização sobre saúde e segurança dos seus trabalhadores.


Veja também

Comentário