DDS Cozinha Industrial


Confira o DDS cozinha industrial. Saiba os riscos e cuidados na cozinha industrial.

Os cuidados na cozinha vão muito além da manipulação e preparação correta dos alimentos. Ela é um ambiente de alto risco de acidentes. E é sobre esses riscos e cuidados que trataremos neste DDS sobre cozinha industrial.

As cozinhas industriais atendem a Resolução RDC nº 216, de setembro de 2004, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Essa resolução regulamenta as boas práticas para serviços de alimentação, garantindo as condições higiênicas e sanitárias adequadas para preparo. Higiene é fundamental, mas organização e limpeza são fundamentais para diminuir e evitar acidentes.

Cozinha industrial e seus riscos

Os acidentes mais comuns ocorridos em cozinhas industriais são quedas, queimaduras e cortes. Muitas vezes não se dá importância para esses acidentes, principalmente quando são pequenos cortes, escorregões ou queimaduras por respingos de água ou gordura. Mas eles podem trazer consequências graves quando não comunicados. Através do mapeamento dos pequenos, podem ser evitados os mais graves.

O uso de óleo, água, fogões, fornos e panelas quentes são os principais causadores de queimaduras. Facas, lâminas e outros objetos cortantes presentes da cozinha são os responsáveis por lesões e cortes, principalmente nos dedos e mãos. Alguns equipamentos, como moedores, processadores, cortadores, também podem provocar acidentes quando mal utilizados, podendo levar até a amputação.

Pisos escorregadios e irregulares, produtos, cascas, água, gordura no chão, objetos largados ou deixados nos locais de passagem são os principais causadores de quedas e tropeços. Além do risco de machucados provocados pela queda ou escorregão, há riscos de queimaduras, cortes, lesões provocadas por impacto de objetos.

As cozinhas industriais são repletas de panelas, cabos, utensílios sobre bancadas que podem, em caso de queda, se tornar “arma” para a vítima, agravando a situação. Além do risco de choque elétrico devido aos eletrodomésticos.

Ao cair você pode, por exemplo, acabar batendo em panelas com produtos ferventes e quentes que podem virar sobre você. Ou pode levar a mão em alguma bancada com objetos cortantes e acabar se lesionando. Ou ainda pode puxar objetos sobre você, mesmo sem querer, causando hematomas e coágulos.

Há ainda riscos de doenças ocupacionais, devido a movimentos repetitivos, excesso de tempo em pé, equipamentos inadequados, levantamento de peso. Todos podem levar a aparecimento de doenças nas pernas, coluna, articulações, braços, ombros.

Como prevenir acidentes em cozinhas industriais

Cuidado, organização e treinamento são 3 (três) requisitos básicos para evitar acidentes na cozinha industrial. Manter os equipamentos com a manutenção em dia também pode evitar acidentes graves. O espaço disponível na cozinha também é fundamental para manter um ambiente seguro. As cozinhas, ao serem projetadas, precisam ser montadas em um espaço amplo, com boa circulação de ar e ventilação e organizado. Utensílios adequados também ajudam na diminuição dos riscos. Para evitar queimaduras, por exemplo, as fritadeiras são os equipamentos adequados para frituras e manipulação de óleo quente. Aventais, luvas e calçados antiderrapantes também são essenciais.

Caso haja derramamento de algum ingrediente ou prato, limpe o local imediatamente. Isso evitará que a sujeira se espalhe e torne o piso escorregadio. Caixas e recipientes nunca devem ser deixados em áreas de circulação ou em cima de balcões em que haja risco de choque na movimentação das pessoas.

Manter os funcionários treinados sobre primeiros socorros e a brigada de incêndio sempre atualizada são passos fundamentais para a segurança. Investir em treinamento é investir na prevenção e na vida.

⇒ Leia também: Dicas de Segurança e Higiene na Cozinha Industrial.

Dicas práticas de segurança em cozinha industrial

  • Não deixe água derramada em balcão ou fogão por causa de risco de curto circuito.
  • Movimente a faca sempre no sentido oposto à sua mão e ao seu corpo ao cortar alimentos.
  • Não coloque a mão de dentro de processadores ou moedores, pois pode se machucar.
  • Se o eletrodoméstico parar de funcionar ou fizer barulho estranho, desligue-o, tire da tomada e chame o responsável pela manutenção.
  • Realize inspeções periódicas no gás para evitar vazamento. Caso seja identificado qualquer cheiro, ventile a área abrindo janelas e portas, não acenda chamas e nem ligue lâmpadas.

Trabalhar com alimentos é uma arte. Cuidar da manutenção e organização da cozinha é cuidar da saúde das pessoas. Produzir alimentos com segurança é fundamental!


Veja também

Comentário