10 Acidentes Domésticos mais Comuns


Os riscos de acidentes domésticos são muito comuns estão presentes diariamente em nossas casas. Por mais cuidado que tenhamos, existem objetos e situações que representam riscos e podem provocar os acidentes dentro de casa, sobretudo quando existem crianças e idosos envolvidos.

No Brasil, acidentes como afogamentos, quedas, queimaduras e asfixia ainda são as principais causas de morte de crianças com até 9 anos de idade. Dados do Ministério da Saúde apontam que os principais fatores de morte de crianças estão relacionados aos acidentes domésticos como asfixia, seguidos de afogamentos, quedas e intoxicação por exposição à fumaça.

Os 10 Acidentes Domésticos mais Comuns

Diante dessas estatísticas, damos destaque para os 10 acidentes domésticos mais comuns:

  1. Asfixia por objetos: Um dos fatores de maior índice de acidentes domésticos, a asfixia atinge, principalmente, crianças menores de 9 anos de idade. Esse tipo de ocorrência pode ser evitada a partir do momento em que não deixamos pequenos objetos no chão. Organização no quarto de brinquedos, tomar cuidado com fios e cordas e eliminar acessórios como cachecóis ou roupas largas também favorecem para que acidentes não aconteçam.
  2. Intoxicações: As intoxicações também são acidentes domésticos que ocorrem frequentemente com crianças. Para evita-lo, mantenha medicamentos e produtos de limpeza rotulados e nas embalagens originais. O mais importante deste tipo de acidente doméstico é manter esses produtos em um ambiente fechado e fora do alcance dos menores.
  3. Quedas: Este é o tipo mais comum de acidentes domésticos. As quedas ocorrem tanto com crianças, como com os adultos e representam mais de 90% das ocorrências registradas. Para se prevenir contra elas, mantenha o chão limpo e livre de gorduras ou produtos escorregadios, instale grades nas janelas e portas de contenção nas escadas, evite tapetes e objetos de decoração pelo caminho e não se arrisque em lajes ou sacadas sem proteção.
  4. Alergias: Em alguns casos, as alergias são descobertas depois que a pessoa passou por uma situação de risco. Por isso, é importante que, a qualquer sinal alérgico, o indivíduo procure um médico especializado para obter informações sobre as intolerâncias. Além do tratamento adequado, poupe animais, plantas ou outros causadores de reações alérgicas.
  5. Queimaduras: Assim como as quedas, as queimaduras estão entre os tipos mais frequentes de acidentes domésticos. Por isso, quando for manusear panelas ou objetos quentes, utilize luvas antitérmicas e assegure que os cabos não estejam soltos ou projetados para fora do fogão.
  6. Choques Elétricos: Antes de mexer em qualquer aparelho elétrico, lembre-se de desligar os disjuntores e utilize luvas apropriadas para esse tipo de serviço. Para evitar o acidente elétrico com crianças, utilize protetores e tomadas giratórias.
  7. Afogamentos: Esvazie baldes e banheiras infantis e guarde-os virados para baixo. Se sua casa tiver piscina, mantenha sempre coberta, não deixando que crianças tenham acesso à essa área do imóvel.
  8. Armas de fogo: Quando se tem arma de fogo em casa, o cuidado deve ser redobrado. A solução mais apropriada, neste caso, é guardá-la em um local com chaves e jamais deixa-la ao alcance dos moradores.
  9. Cortes com objetos afiados: Mantenha os objetos cortantes em uma altura segura para que as crianças não tenham acesso a eles. Outra dica é manter a organização e ter um espaço adequado para guarda-los.
  10. Incêndios: Velas e vazamentos de gás são responsáveis pelos acidentes domésticos que resultam em incêndio. Por isso, guarde aquecedores, fogões e botijões de gás em ambientes ventilados. Evite fumar dentro de casa e utilize lanternas para a iluminação de ambientes.

Com cuidado e organização, é possível evitar que os acidentes domésticos aconteçam com você e sua família.


Veja também

Comentário