O que é HAZOP?


Você já ouviu falar de HAZOP? Atualize-se e garanta sua permanência no mercado de trabalho.

HAZOP é uma ferramenta de análise de risco que visa identificar os perigos e problemas de operabilidade na instalação de um processo. É uma sigla para Hazard and Operability Studies, ou seja, Estudo de Perigo e Operabilidade.

A técnica busca a realização de um estudo eficiente e completo sobre as variáveis do processo através de uma revisão metódica do projeto da unidade ou mesmo da fábrica como um todo.

Objetivo do HAZOP

O Estudo de Perigo e Operabilidade tem como objetivo investigar profundamente cada segmento de um processo, focando em seus pontos específicos um de cada vez. Sua finalidade é descobrir todos os possíveis desvios das condições normais de operação, identificando suas causas e consequências e propondo medidas para sanar os problemas verificados.

A ferramenta atua em duas frentes diferentes:

  • Problemas de segurança: perigos que oferecem risco aos operadores e/ou aos equipamentos da instalação;
  • Problemas de operabilidade: embora não ofereçam perigo, podem causar perdas na produção ou afetar a qualidade do produto ou a eficiência do processo.

⇒ Leia também: O que é FMEA – Failure Mode and Effects Analysis.

Como aplicar o HAZOP

A aplicação do HAZOP deve ser realizada por uma equipe de no máximo seis a oito profissionais de engenharia. As áreas variam conforme o momento da implementação da ferramenta, que pode ser em uma planta ainda em fase de projeto ou em uma planta já existente.

São necessários diversos documentos, entre fluxogramas de engenharia, processo e balanço de materiais, memoriais descritivos, dados de projeto de válvulas de controle, instrumentos e outros equipamentos, especificações, diagramas e desenhos, ou seja, todos os detalhes relacionados ao projeto.

Etapas de aplicação do HAZOP

Para aplicar o HAZOP, é necessário usar o seguinte procedimento:

  • Identificar desvios de processo e determinar as possíveis causas;
  • Identificar as possíveis consequências dos desvios;
  • Especificar os caminhos para a identificação dos desvios e as medidas para evitá-los;
  • Avaliar o risco de ocorrência de acidentes;
  • Definir recomendações práticas para a redução dos riscos;
  • Elaboração de relatório com as conclusões do estudo.

Gostou do texto sobre o HAZOP? Então, acompanhe o Blog Segurança do Trabalho pelas redes sociais:TwitterFacebook e Google plus.


Veja também

Uma ideia sobre “O que é HAZOP?

Comentário