Falta Injustificada no Trabalho – Saiba as Consequências


Faltou ao trabalho sem justificativa? Confira as penalidades que a empresa pode aplicar.

Entre as principais obrigações que a relação de emprego estabelece para os empregados está a de comparecer diariamente ao seu posto de trabalho. No entanto, todo trabalhador tem direito a faltar em algumas situações específicas, desde que justificadamente.

No post de hoje, trazemos as ocasiões em que o trabalhador pode faltar sem ser penalizado por isso e as consequências da falta injustificada.

Quando o trabalhador tem direito a falta no trabalho?

A CLT estabelece algumas situações em que o empregado pode faltar sem prejuízo de sua remuneração. Confira a seguir:

  • Doença – Para que a falta por motivo de doença não seja descontada do salário, é preciso que o empregado apresente atestado médico. Não é obrigatório constar a CID (código de diagnóstico) no documento.
  • Morte de familiar – O empregado tem direito a faltar por dois dias consecutivos em caso de falecimento de mãe, pai, irmão ou cônjuge.
  • Casamento – Nesse caso, serão três dias consecutivos de folga.
  • Nascimento de filho – Como a legislação brasileira não oferece licença paternidade, o pai cujo filho acaba de nascer tem direito a faltar por até cinco dias consecutivos.
  • Doação voluntária de sangue – O doador de sangue tem direito a um dia de folga a cada 12 meses.
  • Vestibular – O empregado tem direito a folga no dia em que tiver que realizar a prova.
  • Alistamento eleitoral – São garantidos ao trabalhador dois dias (consecutivos ou não) para realizar seu alistamento eleitoral.
  • Serviço militar – O empregado tem direito a quantos dias forem necessários para cumprir as obrigações que lhe forem impostas, sem desconto no salário.
  • Comparecimento em juízo – Sempre que for solicitado o comparecimento de empregado a órgão judicial, este poderá se ausentar pelo tempo que for necessário.
  • Reunião de organismo internacional – O dirigente sindical que participa de reunião oficial de organismo internacional em que o Brasil seja membro também tem suas faltas abonadas pelo período que for necessário.

Quando uma falta é considerada injustificada?

Qualquer falta que não se encaixe em nenhuma das hipóteses acima é considerada injustificada. Vale lembrar que para se beneficiar dessas permissões legais é necessário apresentar documento que as comprove.

Quais as consequências da falta injustificada?

A falta injustificada no trabalho acarreta as seguintes penalidades:

  • Desconto do dia de serviço;
  • Desconto do valor referente ao descanso semanal remunerado;
  • Desconto da remuneração referente a feriado na semana em que ocorreu a falta;
  • Punição disciplinar (advertência, suspensão ou até mesmo demissão por justa causa);
  • Redução do período de férias.

⇒ Leia também: Prazo para Entrega de Atestado Médico no Trabalho.


Veja também

Comentários

  1. Everaldo Soares Silva

    Olá tudo bem muito bom o comentário da Falta Injustificada gostei muito Obrigado sou Tecnico de /segurança do Trabalho sou Servidor Municipal da prefeitura de Araraquara sou Motorista Profissional e Sindicalista.Abraço.

    Responder
  2. levi sivino mesquita

    Boas são as informações expostas aqui mas não colocaram as fontes ao até mesmo os embasamentos que são de muita importancia !

    Responder
  3. Risomar

    Passei mal na empresa com tonteiras e avisei a gestão que ia ao medico sai da empresa as 17 e 40 sendo sai do hospital as 21 horas no sabado peguei um atestado do sabado sendo que eu ia trabalhar no domindo, isso pode ocorrer fala?

    Responder
  4. Jane Rebelo

    Olá td bem
    Se o empregado faltou uma vez a empresa já pode da advertência ? Não é advertência verbal, advertencia mesmo.Pq foi isso q a minha empresa fez na primeira falta

    Responder

Comentário