Treinamento de Integração – É obrigatório?


Confira a importância de oferecer um treinamento de integração aos novos colaboradores.

O que é Treinamento de Integração?

Quando uma empresa contrata um funcionário, deve facilitar ao máximo sua adaptação ao novo ambiente de trabalho e capacitá-lo para as tarefas que ele deve desenvolver.

O treinamento de integração é um treinamento inicial que visa apresentar ao novo colaborador as políticas da empresa, os afazeres da sua função e as particularidades do ambiente e da equipe de trabalho.

Objetivos do Treinamento de Integração

O treinamento de integração visa contextualizar a estrutura organizacional, os objetivos da empresa, o modelo de gestão, as políticas de recursos humanos, as especificidades do contrato de trabalho, o dia-a-dia da sua função, entre outros aspectos importantes.

Durante esse período, o gestor e o colaborador devem acertar de forma clara e transparente quais são as expectativas de ambos e qual será a forma de mensurar o desempenho durante o período de experiência.

Também é no treinamento de integração que o trabalhador tem contato com as normas de segurança do trabalho adotadas pela empresa. É uma ótima chance de mostrar ao trabalhador que assim como a empresa leva a sério a segurança de seus colaboradores, ele também deve fazê-lo.

O Treinamento de Integração é obrigatório?

A única norma que determina a obrigatoriedade do treinamento de integração é a NR-18, que disciplina as condições e o meio ambiente de trabalho na área da construção civil.

No entanto, é prudente estender esse treinamento a todos os trabalhadores, especialmente quando a atividade envolver riscos à saúde ou à integridade física dos funcionários.

⇒ Leia também: A importância do Treinamento Admissional.

Como elaborar um Treinamento de Integração

Confira quais são os requisitos essenciais de um bom treinamento de integração:

  1. Apresentação da visão, missão e valores da empresa;
  2. Apresentação das políticas de RH (orientações sobre faltas, atrasos, benefícios, plano de carreiras, etc.);
  3. Apresentação do colaborador a seus colegas de trabalho, de forma acolhedora;
  4. Explicação sobre a hierarquia da empresa e a conduta esperada do colaborador;
  5. Apresentar os diferentes setores da empresa;
  6. Apresentar as políticas de segurança no trabalho, de preferência com apresentação audiovisual acompanhada de material impresso;
  7. Esclarecer sobre os canais de comunicação entre gestores e funcionários.
Importância do Treinamento de Integração

O treinamento de integração é de extrema importância para que o novo funcionário se sinta acolhido no ambiente corporativo. É uma forma de mostrar sua importância dentro da estrutura organizacional, fortalecer o vínculo recém-criado, engajar o funcionário com os objetivos da empresa e motivá-lo a fazer um bom trabalho.

Além disso, é o momento ideal para o esclarecimento de todas as dúvidas, evitando mal-entendidos e conflitos desnecessários.


Veja também

Comentários

  1. André Gurgel

    Bom dia!

    Antes de mais nada, gostaria de parabenizar esse blog por sua enorme contribuição à sociedade, pelo belo trabalho que vem realizando ao logo desse tempo.

    Gostei muito desse artigo, mas devo ressaltar que a primeira Norma Regulamentadora que disserta sobre o assunto, e a Norma Regulamentadora nº 1 – Disposições Gerais, em seu íte, 1.7, alínea “c” diz que cabe ao empregador:

    c) informar aos trabalhadores: (101.003-4 / I1)

    I – os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;

    II – os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;

    III – os resultados dos exames médicos e de exames complementares de diagnóstico aos quais os próprios trabalhadores forem submetidos;

    IV – os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de trabalho.

    d) permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização dos preceitos legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho. (101.004-2 / I1)

    e) determinar os procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença relacionada ao trabalho. (Redação dada pela Portaria SIT 84/2009)

    Diante disso, em relação a integração e treinamentos, é a NR 1 que já informa ao leitor, ao profissional e ao estudante, como as normas regulamentadoras devem ser entendidas e principalmente, aplicadas.

    Deixo aqui minha enorme admiração por esse blog.

    Forte abraço à todos e boa tarde!

    Responder

Comentário