Como ser um bom Técnico de Segurança do Trabalho


Confira 10 dicas para desempenhar bem a profissão de Técnico de Segurança do Trabalho.

O Técnico de Segurança do Trabalho tem uma importância fundamental dentro do organograma de uma empresa, pois é ele quem zela pela saúde e pela integridade física de seus companheiros de trabalho.

Por isso, adotar uma postura profissional séria e íntegra não diz respeito apenas a construir uma boa reputação e manter seu emprego, mas também é uma questão de solidariedade e respeito ao próximo.

10 Dicas de Como ser um bom Técnico de Segurança do Trabalho

Confira abaixo algumas dicas para ser um bom Técnico de Segurança do Trabalho:

1. Invista na sua formação – Mantenha-se sempre atualizado e não perca nenhuma oportunidade de participar de treinamentos, palestras, seminários e cursos de extensão. Aproveite que estamos na era da tecnologia da informação e use a internet para buscar conhecimento. Ter conhecimentos nas áreas de informática, relações humanas e metodologia de ensino também é muito útil.

⇒ Leia também: 10 Livros de Segurança do Trabalho.

2. Atualize-se – Leis e NRs entram em vigor, são revogadas ou atualizadas todos os dias. De novo: mantenha-se atualizado.

3. Seja tolerante – Lembre-se que, acima de tudo, você vai trabalhar com pessoas, e poderá tanto errar quanto ter que lidar com erros alheios, portanto seja educado, compreensivo e tenha jogo de cintura. Evite qualquer tipo de preconceito ou discriminação no ambiente corporativo.

4. Faça amizade – Se os funcionários da empresa considerarem você como um amigo, será mais fácil ganhar confiança e fazer com que eles sigam suas orientações. Converse, freqüente o chão de fábrica, não seja arrogante nem grite com os funcionários. Uma boa conversa conscientiza muito mais do que uma bronca.

⇒ Leia também: O que faz o Técnico em Segurança do Trabalho?

5. Aprenda a escrever corretamente – Você terá que redigir documentos importantes, orientações, treinamentos, comunicados e muitos outros. Saber escrever em um português correto, claro, simples e direto é essencial para que a mensagem seja compreendida pelo seu destinatário. Além disso, escrever errado queima o seu filme – e muito!

6. Conheça bem a empresa – Para desempenhar bem suas funções, você precisa conhecer totalmente as instalações físicas da empresa. Até pra poder estabelecer corretamente os programas de segurança do trabalho.

7. Respeite a hierarquia – Você pode – e deve – orientar e cobrar atitudes dos responsáveis pela empresa, mas sempre de forma respeitosa e educada. Toda vez que precisar realizar alguma alteração nos equipamentos, no processo produtivo ou no ambiente de trabalho comunique a gerência antes. Passar por cima da hierarquia da empresa pode gerar má vontade ou até mesmo uma demissão por justa causa.

⇒ Leia também: Código de Ética dos Técnicos de Segurança do Trabalho.

8. Atue preventivamente – Já diz o ditado que é melhor prevenir do que remediar. Quando perceber algo errado, aja imediatamente, antes que aconteça um acidente sério.

9. Tenha paciência – É muito difícil modificar uma vida inteira de práticas perigosas e maus hábitos, especialmente em pessoas mais velhas e com pouca formação. Tenha muita paciência e seja persistente na hora de lidar com essas pessoas.

10. Não se arrisque – A empresa não investe em prevenção, não ouve suas orientações e não faz as mudanças atitudes necessárias? Talvez seja melhor pedir a conta do que continuar dando murro em ponta de faca e correr o risco de ter que arcar com a responsabilidade por uma tragédia – seja judicial, seja o julgamento pela sua própria consciência.

⇒ Leia também: Como Denunciar Irregularidades Trabalhistas.


Veja também

Comentários

Comentário