O que é ISO – International Organization for Standardization


Saiba qual é a importância prática das normas de padronização internacionais para a sua empresa.

O que significa ISO?

ISO é a sigla para International Organization of Standardization ou Organização Internacional para Normalização, em português.

A ISO é a entidade responsável pelo desenvolvimento de normas internacionais de padronização para produtos, processos, procedimentos e serviços. Sua sede fica em Genebra, na Suíça e, é representada no Brasil pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Atualmente, a ISO conta com 157 países membros.

Entre seus conjuntos de normas mais importantes estão as séries: ISO 9000, sobre implantação e funcionamento de sistemas de qualidade nas organizações; ISO 14000, sobre gestão ambiental e ISO 26000, com diretrizes sobre responsabilidade social.

⇒ Leia também: As Normas ISO 9000.

Objetivo da ISO

O principal objetivo da ISO é facilitar o comércio internacional eliminando barreiras técnicas, pois a padronização garante que equipamentos fabricados em diferentes países sejam compatíveis entre si e torna mais simples a verificação da qualidade de determinado produto ou serviço.

Suas normas orientam empresas públicas e privadas sobre a melhor forma de desenvolver determinado processo, produzir um produto, prestar um serviço ou gerir um negócio da maneira mais eficiente possível, prevenindo os problemas mais comuns no ciclo produtivo, aumentando a produtividade, melhorando a qualidade do produto ou serviço oferecido e monitorando a satisfação do cliente.

Além disso, visam a proteção do meio ambiente, o desenvolvimento tecnológico dos países membros, o intercâmbio de conhecimento entre seus associados e a segurança dos empregados e consumidores.

A importância da ISO

Com a globalização da economia e o desenvolvimento de novos valores éticos e corporativos, surgiu a necessidade de uma certificação universal que indicasse credibilidade e comprometimento das empresas com a qualidade, o melhoramento contínuo e a responsabilidade sócio-ambiental.

Embora as certificações da ISO não garantam a qualidade do produto em si, funcionam como um atestado de idoneidade da empresa, melhorando sua reputação e ampliando sua participação no mercado nacional e internacional.

Empregar as normas gera ainda diversas vantagens internas, como aumento de produtividade, redução de desperdício e de custos, valorização do produto, maior comprometimento e satisfação dos funcionários (com consequente redução de reclamações e ações judiciais), redução do risco de acidentes de trabalho, minimização de riscos à saúde do consumidor final, diminuição do consumo de água, energia e outros insumos e redução do risco de poluição e acidentes ambientais.

A propósito, o consumidor moderno costuma atentar-se a fatores como preocupação com o meio ambiente, responsabilidade social e condições de trabalho dos empregados. Portanto, a empresa que observa essas normas assegura maior competitividade e obtém mais reconhecimento e mais clientes fiéis.


Veja também

Comentário