O que é Caldeira a Vapor?


Antes de abordarmos sobre a caldeira a vapor é importante destacarmos um pouco da história do surgimento das caldeiras a vapor, mesmo que seja de uma forma bastante simples e resumida.

Aproximadamente, no século II antes de Cristo, o matemático e engenheiro grego, Heron de Alexandria, desenvolveu o primeiro aparelho a vapor da história, denominado de eolípila. Sendo a partir dessa criação, que se estabeleceu os primeiros passos para as atuais criações, como as turbinas e as caldeiras a vapor.

O que é Caldeira a Vapor?

Conforme, estabelece o subitem 13.4.1.1 da norma regulamentadora nº 13 (Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações), as caldeiras a vapor são equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior à atmosférica, utilizando qualquer fonte de energia, projetados conforme códigos pertinentes, excetuando-se refervedores e similares.

Tipo de Caldeiras

  1. Caldeiras Flamotubulares;
  2. Caldeiras Aquotubulares;
  3. Caldeiras Mistas.

O que é Caldeira Flamotubular?

As caldeiras flamotubulares, tubos de fogo ou fogo tubulares são aquelas em que os gases quentes resultantes do processo de combustão circulam-se pelo interior de tubos imersos a água. Entre os vários tipos de caldeiras flamotubulares, destacam-se a vertical e a horizontal.

O que é Caldeira Aquotubular?

As caldeiras aquotubulares são aquelas que a água a ser vaporizada circula-se pelo interior dos tubos, enquanto os produtos do processo de combustão pelo exterior deles.

Além disso, a produção de vapor das caldeiras aquotubulares é maior do que das flamotubulares. No entanto, as caldeiras aquotubulares apresentam uma construção mais complexa e consequentemente, um maior custeio.

O que é Caldeira Mista?

As caldeiras mistas são aquelas que apresentam em sua estrutura partes referentes as caldeiras flamotubulares e outras partes referentes as caldeiras aquotubulares.

Classificação das Caldeiras

  • Quanto a fonte de energia:

1. Caldeiras elétricas. Por exemplo: eletricidade;
2. Caldeiras a base de combustíveis sólidos. Por exemplo: Carvão, turfa, lenha, etc;
3. Caldeiras a base de combustíveis líquidos. Por exemplo: Óleo diesel, querosene, gasolina;
4. Caldeiras a base de combustíveis gasosos. Por exemplo: GLP (Gases Liquefeitos de Petróleo), etc.

  • Quanto a finalidade:

1. Caldeiras Industriais – Elaboradas para suportar a pressões e temperaturas moderadas;
2. Caldeiras para Usinas de Força Termoelétrica – Elaboradas para suportar altas pressões e temperaturas;
3. Caldeiras Combinadas – Elaboradas para uso tanto em indústrias, como em usinas de força termoelétrica.

Além disso, é importante destacar de sempre realizar na caldeira a vapor os procedimentos de desmineralização, desaeração química e mecânica, o tratamento de vapor condensado e a correção do pH.


Veja também

Comentário